Cães e gatos – Cuidados no inverno

Cães e gatos - Cuidados no inverno Cães e gatos - Cuidados no inverno

O tempo frio já dá sinais de que nosso inverno está chegando. Há pessoas que pensam que só porque um animal tem pelo, ele não sente frio. Ledo engano. Além do frio, nessa época, as doenças respiratórias, como a traqueobronquite infecciosa canina (popularmente conhecida como gripe canina ou tosse dos canis), são muito mais frequentes.

Sabe aquela tosse seca que de vez em quando presenciamos no nosso bichinho, como se ele estivesse engasgado?  Pode ser essa gripe canina, nosso querido sofre com riscos de infecção viral ou bacteriana. Os casos de pneumonia aumentam no inverno, os cuidados devem ser redobrados.

As vacinas são importantes e precisam estar em dia. Os cães precisam tomar a vacina contra Gripe Canina. No caso dos gatos, a vacina essencial é a Quádrupla Felina.

Outra atitude importante é monitorar a quantidade de água que nossos bichos estão bebendo no inverno, principalmente os gatos. Em geral, eles diminuem a quantidade de líquidos nessa época, até porque eles dormem mais em dias frios. É importante provocar a ingesta de água, lembrando que os riscos de problemas urinários e renais aumentam, quando eles não bebem o mínimo de água necessário.

Em noites frias, nossos amiguinhos não podem ficar expostos ao vento e ao frio. É importante um abrigo quentinho e nada úmido. Eles amam um cobertorzinho ou um edredom quentinho. Nada de deixar que eles se deitem diretamente ao chão, em contato com a friagem.

As roupinhas quentinhas são uma excelente alternativa, mesmo para aqueles grandalhões. Observe se há alguma alergia ao tecido ou à lã. Geralmente, depois de algum tempo vestidos, debaixo das axilas pode ter algum sinal de vermelhidão; ou se eles se coçarem, depois de vestidos. Basta trocar o tecido e verificar se nosso amiguinho se sente confortável.

Não há necessidade de colocar sapatos nos cachorros. Cachorros podem ter vida de cachorros. Isso é saudável para eles. Diminua a quantidade de banhos e observe se a água do petshop está em temperatura agradável e se o animalzinho não fica exposto ao vento frio. Nesses locais fechados, há maior probabilidade de contaminação por vírus e bactérias.