WP_Post Object ( [ID] => 33634 [post_author] => 4 [post_date] => 2017-05-19 12:42:47 [post_date_gmt] => 2017-05-19 15:42:47 [post_content] => [caption id="attachment_33635" align="aligncenter" width="881"]Chris Cornell da Banda Audioslave, depressão e morte por suicídio - boa vida online Aos 52 anos, o astro da música Chris Cornell nos deixa, solítário em um quarto de hotel. O vocalista da Banda Audioslave não suportou a depressão e se matou por enforcamento. [/caption]

Chris Cornell da Banda Audioslave, Depressão e Morte por Suicídio

A depressão atinge milhões de pessoas mundo afora. Há quem minimize a importância dessa doença e não busca tratamento. Porém, há riscos, em potencial, de agravamento do problema, como muitos casos de suicídio.

Esta semana, o mundo da música está de luto. Foi encontrado morto, em um quarto de hotel, o cantor americano Chris Cornell, vocalista de algumas bandas, entre elas o AUDIOSLAVE (uma de minhas preferidas). A causa da morte: SUICÍDIO. Provocada por: DEPRESSÃO!

[caption id="attachment_31513" align="alignright" width="587"]Chris Cornell da Banda Audioslave, Depressão e Morte por Suicídio - psiquiatra valeria avilla - boa vida online Dra. Valéria Avilla – Psiquiatra, Psicanalista e Escritora – CRM – GO 6174.[/caption]

Como tantos outros casos, depressão é mesmo uma doença séria. Nossa consultora em Psiquiatria, Valéria Ávilla, nos alerta que todas as doenças da mente inspiram cuidados, quando são negligenciadas.

Luz amarela acesa:

Pacientes suicidas, geralmente enviam sinais de alarme, seja na forma de palavras ou de atitudes. A depressão não tratada promove uma auto leitura e uma interpretação errôneas da vida e abre - se para interpretações distorcidas sobre tudo e sobre todos, principalmente sobre si mesmo. Pessoas depressivas merecem máxima atenção, carinho e encaminhamento para tratamento.

Álcool e Drogas intensificam o risco de suicídio:

Casos depressivos preocupam ainda mais, quando o paciente abusa do álcool e das drogas. Essa associação aumenta as probabilidades de suicídio. A doença corrói a vontade de viver. É como se houvesse um abismo e a pessoa não tivesse outra saída, a não ser, escolher o desconhecido, na esperança do alívio desses sentimentos.

Chris Cornell da Banda Audioslave, Depressão e Morte por SuicídioNada é pior, para essas pessoas, totalmente fragilizadas pelo agravamento da depressão, do que sentir tanta tristeza e inutilidade. Perde-se o prazer em atividades, que antes eram parte de um cotidiano feliz. E a ideia de morte passa a frequentar a mente vulnerável de quem tem depressão. Nossa psiquiatra Valéria Avilla diz que a depressão ainda leva à um cansaço físico extremo, que acentua o desânimo e a perda da fome. Há uma forte tendência a somatizar toda a fragilidade mental em sintomas físicos, baixando o sistema imunológico, abrindo as portas para a entrada de várias outras doenças oportunistas.

Vida saudável:

E mais: a doutora Valéria nos explica que existe um potencial genético na depressão. Porém, mesmo com toda uma herança genética, há como promover um fenômeno epigenético, que nada mais é, do que transformar essa possibilidade, através de um ambiente externo, que favoreça a saúde do paciente. Explicando melhor: mesmo que a genética seja um gatilho para o desenvolvimento da depressão, a criação, o ambiente familiar, a vida profissional e as boas relações interpessoais se tornam da maior  importância, para evitar que surja esse problema tão grave e que faz tantas vítimas.

Além da saúde, já sabemos que o estilo de vida, como boa alimentação, sono adequado, prática de exercícios, menor estresse são de grande valia  na prevenção da depressão.

Entendo que o início de um processo depressivo deve ser diferenciado. Nossa doutora da mente explica que não se trata apenas de tristeza provisória, pois altos e baixos são uma tônica na vida de todas as pessoas. Ela se reporta aos estados depressivos que não são passageiros. Esses, sim, devem servir como sinais de alerta para a busca de tratamentos específicos. O objetivo vai além da cura de tais sintomas. Um tratamento bem indicado é o primeiro passo para uma vida com maior satisfação e com forças mais equilibradas para mudar aquilo que não nos faz felizes.

Leia também - Depressão: doença do corpo e da mente, com a Psiquiatra Valéria Avilla

Aos 52 anos, a depressão abreviou a vida deste astro da música. Ele deixou esposa e 3 filhos adolescentes paralisados com a sua morte súbita, por enforcamento, em um quarto de hotel. Certamente, Chris Cornell vinha, já há bastante tempo, precisando de socorro mais efetivo. Porém, sua esposa publicou em seu twitter, que o cantor não demonstrava sinais de depressão. Será mesmo que não? Longe de julgamentos que não modificam mais tamanha tragédia, casos como este, devem nos servir de alerta àqueles a quem amamos e que se encontram deprimidos. É preciso desenvolver um olhar atento às atitudes, palavras, gestos, gritos velados de socorro e que precisam ser ouvidos. Assim, aqueles que nos são próximos e caros, podem ser encaminhados adequadamente a quem realmente tem condições de ajudar a virar a mesa e trazer um sorriso de volta para a vida que quem nos é precioso!

" Sim, esse risco realmente existe quando a depressão se agrava. Há tantos casos de suicídio. Porém, a depressão também pode matar por outras doenças clínicas que vão surgindo e, ainda, por diminuir o desejo do paciente em procurar ajuda e se tratar. Geralmente, ele deixa de se cuidar bem. Toda doença começa na mente". 

Só nos resta, agora, ouvir Audioslave e lamentar tamanha perda:

  #boavidaonline #aureliaguilherme #mortedechriscornell #depressao #suicidio #psiquiatravaleriaavilla #chriscornell #alcool #drogas #boavida [post_title] => Chris Cornell da Banda Audioslave, Depressão e Morte por Suicídio [post_excerpt] => [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => chris-cornell-da-banda-audioslave-depressao-e-morte-por-suicidio [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2017-05-20 14:05:37 [post_modified_gmt] => 2017-05-20 17:05:37 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => http://www.boavidaonline.com.br/?p=33634 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 0 [filter] => raw )

Chris Cornell da Banda Audioslave, Depressão e Morte por Suicídio

Chris Cornell da Banda Audioslave, depressão e morte por suicídio - boa vida online

Aos 52 anos, o astro da música Chris Cornell nos deixa, solítário em um quarto de hotel. O vocalista da Banda Audioslave não suportou a depressão e se matou por enforcamento. 

Chris Cornell da Banda Audioslave, Depressão e Morte por Suicídio

A depressão atinge milhões de pessoas mundo afora. Há quem minimize a importância dessa doença e não busca tratamento. Porém, há riscos, em potencial, de agravamento do problema, como muitos casos de suicídio.

Esta semana, o mundo da música está de luto. Foi encontrado morto, em um quarto de hotel, o cantor americano Chris Cornell, vocalista de algumas bandas, entre elas o AUDIOSLAVE (uma de minhas preferidas). A causa da morte: SUICÍDIO. Provocada por: DEPRESSÃO!

Chris Cornell da Banda Audioslave, Depressão e Morte por Suicídio - psiquiatra valeria avilla - boa vida online

Dra. Valéria Avilla – Psiquiatra, Psicanalista e Escritora – CRM – GO 6174.

Como tantos outros casos, depressão é mesmo uma doença séria. Nossa consultora em Psiquiatria, Valéria Ávilla, nos alerta que todas as doenças da mente inspiram cuidados, quando são negligenciadas.

Luz amarela acesa:

Pacientes suicidas, geralmente enviam sinais de alarme, seja na forma de palavras ou de atitudes. A depressão não tratada promove uma auto leitura e uma interpretação errôneas da vida e abre – se para interpretações distorcidas sobre tudo e sobre todos, principalmente sobre si mesmo. Pessoas depressivas merecem máxima atenção, carinho e encaminhamento para tratamento.

Álcool e Drogas intensificam o risco de suicídio:

Casos depressivos preocupam ainda mais, quando o paciente abusa do álcool e das drogas. Essa associação aumenta as probabilidades de suicídio. A doença corrói a vontade de viver. É como se houvesse um abismo e a pessoa não tivesse outra saída, a não ser, escolher o desconhecido, na esperança do alívio desses sentimentos.

Chris Cornell da Banda Audioslave, Depressão e Morte por SuicídioNada é pior, para essas pessoas, totalmente fragilizadas pelo agravamento da depressão, do que sentir tanta tristeza e inutilidade. Perde-se o prazer em atividades, que antes eram parte de um cotidiano feliz. E a ideia de morte passa a frequentar a mente vulnerável de quem tem depressão. Nossa psiquiatra Valéria Avilla diz que a depressão ainda leva à um cansaço físico extremo, que acentua o desânimo e a perda da fome. Há uma forte tendência a somatizar toda a fragilidade mental em sintomas físicos, baixando o sistema imunológico, abrindo as portas para a entrada de várias outras doenças oportunistas.

Vida saudável:

E mais: a doutora Valéria nos explica que existe um potencial genético na depressão. Porém, mesmo com toda uma herança genética, há como promover um fenômeno epigenético, que nada mais é, do que transformar essa possibilidade, através de um ambiente externo, que favoreça a saúde do paciente. Explicando melhor: mesmo que a genética seja um gatilho para o desenvolvimento da depressão, a criação, o ambiente familiar, a vida profissional e as boas relações interpessoais se tornam da maior  importância, para evitar que surja esse problema tão grave e que faz tantas vítimas.

Além da saúde, já sabemos que o estilo de vida, como boa alimentação, sono adequado, prática de exercícios, menor estresse são de grande valia  na prevenção da depressão.

Entendo que o início de um processo depressivo deve ser diferenciado. Nossa doutora da mente explica que não se trata apenas de tristeza provisória, pois altos e baixos são uma tônica na vida de todas as pessoas. Ela se reporta aos estados depressivos que não são passageiros. Esses, sim, devem servir como sinais de alerta para a busca de tratamentos específicos. O objetivo vai além da cura de tais sintomas. Um tratamento bem indicado é o primeiro passo para uma vida com maior satisfação e com forças mais equilibradas para mudar aquilo que não nos faz felizes.

Leia também – Depressão: doença do corpo e da mente, com a Psiquiatra Valéria Avilla

Aos 52 anos, a depressão abreviou a vida deste astro da música. Ele deixou esposa e 3 filhos adolescentes paralisados com a sua morte súbita, por enforcamento, em um quarto de hotel. Certamente, Chris Cornell vinha, já há bastante tempo, precisando de socorro mais efetivo. Porém, sua esposa publicou em seu twitter, que o cantor não demonstrava sinais de depressão. Será mesmo que não? Longe de julgamentos que não modificam mais tamanha tragédia, casos como este, devem nos servir de alerta àqueles a quem amamos e que se encontram deprimidos. É preciso desenvolver um olhar atento às atitudes, palavras, gestos, gritos velados de socorro e que precisam ser ouvidos. Assim, aqueles que nos são próximos e caros, podem ser encaminhados adequadamente a quem realmente tem condições de ajudar a virar a mesa e trazer um sorriso de volta para a vida que quem nos é precioso!

 Sim, esse risco realmente existe quando a depressão se agrava. Há tantos casos de suicídio. Porém, a depressão também pode matar por outras doenças clínicas que vão surgindo e, ainda, por diminuir o desejo do paciente em procurar ajuda e se tratar. Geralmente, ele deixa de se cuidar bem. Toda doença começa na mente”. 

Só nos resta, agora, ouvir Audioslave e lamentar tamanha perda:

 

#boavidaonline #aureliaguilherme #mortedechriscornell #depressao #suicidio #psiquiatravaleriaavilla #chriscornell #alcool #drogas #boavida

INSTAGRAM