Autoimagem – Como você se vê?

A morte de minha mãe me tirou o chão e me trouxe conflitos emocionais, nunca antes vividos. Me vi sozinha e, diante do espelho, assisti a desconstrução da minha identidade. Era ela quem me acolhia e me protegia do mundo. Tal qual uma criança, me parti em pedaços. Meu ser e sua reconstrução. Já não sou quem eu era. É hora de juntar os cacos espalhados em minha volta e refazer a minha autoimagem.

Autoimagem - Como você se vê? | Emoção | Boa Vida Online

Autoimagem – Os profissionais da Psicologia Transpessoal Centrada no Corpo Nílton Ferreira, Silvana Castro, Wilma Ferreira e Marcello Grego são os instrutores do workshop, no lindo sítio do Instituto Serra da Portaria, em Paraúna, Goiás

Autoimagem

Tem gente que se vê diferente do que realmente é. Essas pessoas não se reconhecem no espelho. Enxergam a estética ou características pessoais distorcidas. Quantas crises nascem, quando frustramos as expectativas que desenvolvemos sobre nossa autoimagem?

As insatisfações internas podem se tornar gigantes, quando criamos personagens que se desfazem diante das impossibilidades. 

A morte de minha mãe destruiu a minha autoimagem. Achava ser forte e destemida. Me vi abandonada no mundo. Mesmo possuindo uma família maravilhosa e amigos sinceros. O fato é que, quem eu pensava ser, foi para o “saco”. E, o pior, a reconstrução da própria imagem é mais difícil  do que se pensa. Por isso, toda ajuda é necessária.

Autoimagem – Em visita ao professor Nílton Ferreira, soube desse workshop sobre Autoimagem que acontece há 20 anos. Esta é uma excelente oportunidade de se entregar a um trabalho de mergulho interno com condução responsável

Saiba mais sobre a Psicologia Transpessoal Centrada no Corpo com um dos maiores especialistas no assunto, psicólogo Nílton Ferreira, AQUI!

Terapia transpessoal

Pedi ajuda ao meu terapeuta transpessoal centrado no corpo, o professor Nílton Ferreira. Ele me encaminhou para um workshop que acontece em Julho de 2018, em Paraúna, no Estado de Goiás.

Tenho plena consciência de que não é fácil percorrer caminhos da inteligência emocional e da plenitude pessoal.

Mas sei que posso ter mais satisfação íntima e uma jornada mais prazerosa nesse mundo, se eu mergulhar em mim mesma. Sozinha é complicado. 

Fórum nas redes sociais

Quando joguei o assunto nas redes sociais, perguntei se a imagem que fazemos de nós mesmo, levanta ou baixa nossa  autoestima, a resposta foi imediata. Abrimos uma discussão bem interessante. 

Com esse sorriso aberto é difícil acreditar que Danielle Pitz se encontra entristecida, perdida em uma autoimagem distorcida da linda mulher que ela é

A biomédica Danielle Pitz diz: “não consigo me sentir adequada ou suficiente em lugar nenhum, seja em casa, com a família, com amigos, no trabalho… Sempre me sinto deslocada. Tento ao máximo agradar pra não causar má impressão, mas nunca acerto. Não sei como agir com os outros porque não sei como lidar comigo. Se não estou confortável dentro da minha pele, não estou confortável em lugar nenhum. Essa imagem ruim é resultado de uma infância e adolescência difíceis, repleta de violência de todos os tipos e muita humilhação, bullying, depressão e demais consequências que essas experiências trouxeram à minha vida”.

Veja se seu filho está sofrendo bullIyng na escola AQUI!

Assim, como Danielle, há um número expressivo de pessoas que se deprecia ou não enxerga as próprias qualidades. É a distorção do que ela pensa sobre si mesma se desdobrando, invadindo o seu espírito, sua mente e seu corpo.

Ajuda terapeutica

O professor Nílton nos diz que a Psicologia Transpessoal Centrada no Corpo trabalha o desapego e a desidentificação dessa autoimagem. E ele mergulha no assunto:

“Todas as autoimagens quando se tornam fixas, nos impedem de mudarmos. Quando alguém diz ‘Eu sou assim e não vou mudar’… essa pessoa já está no caminho do sofrimento. Porque o Universo todo está em constante mudança. 

Sinto na própria pele, nesse momento da minha vida, uma necessidade imensa de me reinventar. O professor Nílton me diz que “nós criamos autoimagens que são como personagens.  Criamos um roteiro de que tudo vai dar certo para este personagem. Quando algo começa a dar errado, entramos em choque, em conflito com autoimagem desenvolvida”.

O professor Nílton fez uma reflexão perfeita das sabotagens da autoimagem construída. De repente, um trauma, um estresse, ou um acontecimento faz surgir um conflito que vira tudo de ponta à cabeça.

Quem realmente eu sou? Como eu me vejo frente a situações embaraçantes? O que me faz sair da zona de conforto?

O professor relata que essas crises, quando se agravam, podem chegar ao suicídio.  E mais: “Os pacientes se queixam de  muito sofrimento, com um desejo imenso de acabar com aquela autoimagem construída. Ele explica que, “como estamos identificados com os personagens da autoimagem que construímos, acabamos matando o ser biológico. Mas, trata-se  de uma morte psicológica. .Um desejo de mudança”.

Sim, a morte de minha mãe acendeu um profundo desejo de mudança. Há necessidade de um trabalho sério de desapego, não só da presença física, como da pessoa que pensei ser.

A professora Sandra reconhece que sua autoimagem precisa ser melhor trabalhada. Esse é o primeiro passo para uma reforma íntima

Negligência consigo mesma

A professora Sandra Aparecida Pacheco confidencia que faz uma imagem sobrecarregada de si mesma. Parece que ela se esqueceu se si, do seu lazer e do que considera importante. Se queixa por ter deixado os velhos amigos de lado, por ter abandonado sua criança interna, por não passear mais no bosque. Algo a incomoda e a deixa insatisfeita. Ela se vê em conflito pessoal. A perda dos pais desencadeou a psisoríase. Ao que tudo indica, Sandra precisa rever sua autoimaagem.

Nosso fórum se estende a dezenas de outras opiniões e impressões sobre a autoimagem. A maioria delas se limitou a impressões estéticas de si mesmo, como aceitação do tipo de cabelo, altura, peso, formato do nariz… Mas algumas outras pessoas foram mais fundo nas distorções do ser.

É quando precisamos nos virar pelo lado avesso e ir fundo no autoconhecimento. 

Esse workshop sobre autoimagem vem em boa hora. Durante 7 dias, os participantes mergulham em intensa vivência terapêutica e pedagógica. O professor Nílton Ferreira se junta a outros 3 terapeutas, Silvana Castro, Wilma Ferreira e Marcello Grego, na linda sede do Instituto da Portaria, em Paraúna, a partir de 21 de Julho de 2018.

Prepare-se para encarar processos energéticos, psíquicos e corporais intensos. O objetivo é possibilitar ao indivíduo a libertação de padrões que limitam a consciência plena de si mesmo. O trabalho corporal é orientado com base em respirações dinâmicas e trabalhos de percepção corporal. Entra-se em profunda conexão e integração de situações inacabadas. Utiliza-se as técnicas de desenho das mandalas e uma série de vivências com técnicas calcadas nos conceitos da terapia transpessoal centrada no corpo.

Identifico em nosso fórum de debates, outras pessoas, essas, prisioneiras de uma autoimagem ligada à estética. Gente que enxerga defeitos ou qualidades exageradas. A verdade é que é preciso sair do superficial e entender que uma base emocional bem construída abre possibilidades para um perfeito entendimento da vida. Podemos ter o auxílio de quem conhece os caminhos.

Informe-se sobre como participar do workshop sobre Autoimagem: 62 3942 1892 e 62 9 9936 2466

Visite o site www.serradaportaria.com.br

 Nílton Ferreira – Psicólogo CRP-Go 380/09

Diretor do curso de Formação em Psicologia Transpessoal, do Instituto Serra da Portaria, Brasil, Alemanha, Espanha, Itália, Portugal

Formação em Gestalt Terapia, Psicologia e Psicoterapia Transpessoal, com pós formação em Core Energética pelo Institute of Core Energetics de Nova York, USA

Terapia da Respiracao, Rebirthing, Psicologia Budista Tibetana, em Dharamsala, India

Terapeuta de EMDR

Formação em Mandalas Terapêuticas, com o Dr. Leo Matod

PhD e Membro da Alubrat Associacao Lusobrasileira de PsicologiaTranspessoal e do Institute Of Transpersonal Psychology,EUA

 

 Silvana Castro – Psicóloga CRP-Go 09/007347

Graduada em Psicologia, Farmácia, Bioquímica e Educação Física

Especializações em Psicologia Transpessoal pela ABPT (Associação Brasileira de Psicologia Transpessoal), pela Unipaz, pelo Instituto Serra da Portaria e pelo Grof Transpersonal Trainning

Formação pelo Grof Transpersonal

Trainning em Respiração Holotrópica 

Especialização em Psicologia Hospitalar pelo Unip – Universidade Paulista

Especialização em EMDR (Eye Moviment Desensibilization)

In training em Formação Internacional em Análise Bioenergética

Integra a Equipe de Psicoterapeutas do Instituto Anima e do Instituto Serra da Portaria

Membro do Institute of Transpersonal Psychology, EUA

 

Marcello Grego Campos – 

Consultor e Empresário (Wahya – Caminhos do Ser)

Graduado em Direito – Universidade Federal de Goiás.

Pós-Graduado em Administração de Empresas – FAAP/Fenabrave.

Especialização e Formação em Psicologia Transpessoal Base Corporal 

Especialização e Formação em Psicoterapia Transpessoal Integrada 

Graduação em Core Energetics – “Energética da Essência” – Universidade Internacional da Paz – Unipaz&John Pierrakos Institute – New York.

Pós-Graduação em Core Energetics – “Energética da Essência” – Universidade Internacional da Paz – Unipaz&John Pierrakos Institute – New York

 Formação em Constelação Familiar – Curso Vivencial – IBSSistêmicas – Instituto Brasileiro de Soluções Sistêmicas.

Especialização nas Palestras do Guia Canalizadas por Eva Pierrakos – Rede Brasil Core Energetics.

Coordenador da Graduação Internacional em Core Energetics – “Energética da Essência” desde 2008.

Professor na Formação em Psicologia Transpessoal de Base Corporal – Instituto Serra da Portaria.

Professor na Formação Internacional em Core Energetics – Rede Brasil Core Energetics

 

 Wilma Ferreira Gonçalves – Psicóloga CRP-Go 09/007347

Psicóloga formada pela faculdade Paulista- Goiânia – Go

Psicoterapeuta em Biomagnetismo Médico- formada pela Escuela Superior de Biomagnetismo Médico Dr. Isaac Goiz Duran

Especialização em Psicoterapia Transpessoal  de base corporal ISP Instituto Serra da Portaria – Goiânia-Go

Especialização Energética corporal – Dimas Calegari –  Goiânia-Go

Especialização em Processo de Memória profunda – DMP – Goiãnia-Go

Especialização em Equilíbrio Magnético   – DR. Moises Goiz                                     Terapeuta em psicologia transpessoal – Instituto Serra da Portaria

MBE em Psicologia do Transito – Faculdade Alfa

Formação em TRE Liberação de Traumas e Memorias profundas.

Em Formação- Psicologia Analítica Unipaz – Goiânia- Go

 #autoimagem #bullying #bullyingnaescola #conflitosemocionais #depressão #mortedamãe #psicologiatranspessoal  #psicologia transpessoalemgoiania #boavidaonline #boavida #aureliaguilherme

Comentários