Bliive, a plataforma que troca experiências, com Lorrana Scarpioni

A economia colaborativa é uma tendência atual e inspiradora. Trocar dinheiro por tempo, por experiências, por novos conhecimentos é a proposta da Bliive. Mais que uma rede social, a start-up promove um novo sentido de “compartilhar”, totalmente diferente do que outras redes oferecem. A Bliive foi idealizada pela relações públicas Lorrana Scarpioni, que apesar das dificuldades não desistiu de seu sonho de transformar “o mundo”, começando pelo virtual. Confira a entrevista exclusiva com a co-fundadora e saiba mais sobre essa rede tão inspiradora.

Lorrana Scarpioni, relações públicas e co-fundadora da Bliive

Boa Vida Online – Como a Bliive surgiu?

Lorrana Scarpioni – A Bliive surgiu, quando eu estava terminando a graduação, a partir de uma ideia: abrir um negócio e ao mesmo tempo investir em um projeto social. A inspiração surgiu com alguns documentários que assisti na época, em especial dois deles, um sobre economias alternativas, mostrando como existem meios para empoderar pessoas, sem necessariamente usar o dinheiro, e outro sobre colaboração online, a facilidade que as pessoas possuem, atualmente, para se conectarem. Minha ideia, foi trazer uma moeda alternativa, que no caso é o tempo, para uma comunidade online, conectando pessoas, através da troca de experiências.

Boa Vida Online – Como foi o inicio?

Lorrana Scarpioni – Os primeiros 6 meses do projeto foram muito desafiadores. Eu juntei um dinheiro de um estágio que fazia na época e, substitui a festa de formatura por um desafio; usei o valor que eu gastaria com a formatura da faculdade, pagar um programador que me ajudasse com os códigos da plataforma. Também fiz parcerias com dois profissionais de design, Murilo Mafra e José Henrique Fernandes, e um advogado, Roberto Pompeo, para conseguir lançar a plataforma. Muita gente chegou a dizer que era uma ideia muito difícil, que eu deveria tentar fazer outras coisas, mas não me abalei.

Boa Vida Online – Como funciona a Bliive?

Lorrana Scarpioni – Na Bliive, você pode oferecer alguma experiência na rede e descobrir algo de que você precisa. Pode ser qualquer atividade, desde aulas de culinária, ajuda na mudança, até conversação em inglês ou dicas de design. Assim, você oferece experiências em troca de TimeMoney, a moeda de troca da plataforma, que equivale ao tempo da sua experiência. Uma hora é equivalente a um TimeMoney, e por aí vai. Quanto mais realizar e receber uma troca, mais se acumula TimeMoneys, que podem ser, novamente, trocados por novas experiências com outras pessoas na rede. Assim, utilizar nossa plataforma para um network valoroso e produtivo.

Boa Vida Online – O diferencial dessa start-up é mesmo incrível…

Lorrana Scarpioni – Sim, acreditamos que o que nos motiva todos os dias, é a ideia revolucionária que a troca de tempo propõe. É uma forma colaborativa de viver experiências, conhecer pessoas e tornar seus planos possíveis. Por meio de uma economia alternativa, trocar tempo é construir um sistema baseado no valor individual, se utilizando do tempo, como moeda para facilitar a troca de conhecimentos, habilidades e serviços, sem a necessidade do dinheiro em espécie.

Boa Vida Online – Pode ser considerada uma rede social?

Lorrana Scarpioni – De certa forma, sim. Considerando que redes sociais são pessoas conectadas por relações e que compartilham objetivos comuns, sim, somos uma rede social. Porém, não achamos que somos como qualquer rede social. Na Bliive a ideia de compartilhar algo é totalmente diferente do que outras redes geralmente oferecem. Nós devemos ser visto bem além de uma rede “de troca e aprendizado”. A Bliive é uma rede colaborativa de troca de tempo, uma plataforma que busca empoderar as pessoas com o compartilhamento de conhecimentos, habilidades e serviços.

Boa Vida Online – É voltada para algum público especifico?

Lorrana Scarpioni – Não. Todos que têm talentos e conhecimentos para compartilhar, que acreditam que pessoas precisam mais de convivência do que dinheiro, são bem-vindos. Nosso público, é quem gosta de ser colaborativo.

Boa Vida Online – São quantos usuários atualmente?

Lorrana Scarpioni – Mais de 120.000 usuários.

Boa Vida Online – Pessoas de fora do Brasil também já são usuários da Bliive?

Lorrana Scarpioni – A maioria dos nossos usuários são brasileiros, mas temos pessoas cadastradas em 110 países diferentes. Nossas comunidades fora do Brasil são maiores, principalmente, em Portugal, Estados Unidos e Reino Unido.

Boa Vida Online – E quem quiser participar, o que precisa fazer?

Lorrana Scarpioni – Todos que quiserem fazer parte de um mundo mais colaborativo, podem entrar no nosso site (clique aqui) e se cadastrarem, adicionarem as experiências que podem oferecer e, procurar por outras, que queiram vivenciar.

Boa Vida Online – Considerações finais.

Lorrana Scarpioni- A economia colaborativa é uma tendência revolucionária e inspiradora. Faço meu convite a todos que desejam repensar a forma como vivemos, mesmo que ainda não estejam familiarizados com o assunto, digo que podem estar mais envolvidos do que pensam. A Bliive é uma forma de fazer parte desse movimento, então, caso tenham interesse, conheçam nossa comunidade e venham mudar o mundo com a gente!

Comentários