Cuidados com os cães – 9 questões que todo tutor deve saber, com Flávia Ribeiro

Quando falamos em cuidados com os cães, a primeira pessoa que me vem à mente é a dogwalker e pet sitter Flávia Ribeiro. Ela é uma expert em todos assuntos que se refiram à saúde e qualidade de vida dos peludos. Flávia dedica quase que a totalidade de seu tempo aos cuidados com os animais. Por isso, seu nome é referência, como uma pessoa totalmente indicada para cuidar do pet, na ausência do dono.

Cuidados com os cães - Dogwalker e pet sitter Flávia Ribeiro com Jhonnny

Flávia Ribeiro com seu cliente, o buldog inglês Jhonny, que utiliza os serviços do pet hotel

Cuidados com os cães

Engana-se quem pensa que para ter um animal de estimação basta dar carinho e comida. Eles são seres sensíveis e sofrem com a nossa falta de entendimento de suas emoções. A dog walker e pet sitter Flávia Ribeiro sabe bem como lidar com essas questões. Ela praticamente conversa com os animais. Por isso, esse mês ela nos fala sobre:

Cuidados com cães – 9 questões que todo tutor deve saber

Aurélia Guilherme – Coprofagia, meu cãozinho come cocô e agora?

Flávia Ribeiro – A coprofagia é o ato do cãozinho comer suas próprias fezes ou as fezes de gatos. Pode ser, por exemplo, por imitação. Quando tem os filhotes, a fêmea come as fezes deles para manter o ambiente limpo. Ao presenciar esse comportamento, os filhotes podem imitá-la. Em outros casos, esse comportamento pode ser sinal de algum problema na absorção dos alimentos. Outras possibilidades de investigação podem evidenciar algum problema no aparelho digestivo do pet ou verminose.

Aurélia Guilherme – Se o problema for comportamental, como agir?

Flávia Ribeiro – O ideal é levar o cãozinho ao médico veterinário. Ele vai descartar algum problema digestivo. Porém, se a causa for comportamental, a mudança de hábito deve começar com o dono. Não dê broncas no seu cão, caso ele faça as necessidades no lugar errado ou coma as fezes. Esse tipo de repreensão não é bem compreendida pelo animal. Pode, inclusive, fazer um efeito contrário, piorando ainda mais o seu comportamento. O pet pode esconder as fezes de você, para não levar bronca novamente, e comê-las!

Outra dica de cuidados com os cães é controlar melhor o horário que seu pet se alimenta. Normalmente, o cachorro faz xixi e cocô por volta de 30 minutos depois de se alimentar. Então, pode-se fazer o seguinte treino. Quando ele fizer cocô, desvie a atenção dele, e o ofereça um petisco. Depois, mude o cão de ambiente e recolha as fezes. Não limpe as necessidades na frente dele. Quando eles veem isso, alguns cães pensam que o dono pode estar competindo com eles, para pegar primeiro o cocô. Nessa hora, o cão corre para comer as fezes antes que o dono consiga retirá-la.

Cuidados com os cães - Flávia Ribeiro com os pets de seu pet hotel

Flávia se dá muito bem com essas três meninas.  Docinho, sem raça definida e que está no colo, foi adotada. As pugs, Borju (pretinha) e  Bibi (branquinha) têm tendência a ganhar peso. Todas são clientes de Flávia Ribeiro, como petsitter. Elas têm uma alimentação bem balanceada e praticam exercícios diários

Aurélia Guilherme – Assim, como nos humanos, a obesidade em cães e gatos é também uma realidade. Você tem algum programa de queima calórica para os pets gordinhos?

Flávia Ribeiro – A obesidade não é mais apenas um problema humano, também ocorre em animais domésticos e é uma doença. A obesidade pode ser responsável por incontáveis problemas de saúde em cães e gatos. Entre eles, diabetes, hipertensão arterial, doenças de pele, artrite, câncer, lipidose hepática (excesso de gorduras no fígado do gato). Além de problemas cardiovasculares, renais e respiratórios. Portanto, é preciso ter cuidados com os cães. O controle de peso do seu pet é primordial para a saúde dele.

Os animais podem sofrer de obesidade fisiológica, patológica, classificadas, como as disfunções hormonais. Tem também os que têm a obesidade do estresse (solidão ou carência de atenção). O ideal são caminhadas diárias de 30 minutos a uma hora, uma ou duas vezes ao dia. No caso dos gatos, eles gastam muita energia com as brincadeiras divertidas e que os motivam ao movimento.

Para os pets que já estão gordinhos, há necessidade de um atestado de um médico veterinário, para atividade física. O cuidados com os cães gordinhos exigem que os exercícios se iniciem com até 30 minutos diários. Gradativamente, aumenta-se o nível de atividade, até que ele esteja subindo e descendo escadas. E lembre-se sempre que, quando o animal precisa perder peso, deve-se aliar atividade física com com uma dieta equilibrada. Não adianta exercitar o animal, mas exceder na quantidade de alimentos e oferecer guloseimas.

Aurélia Guilherme – Há algum risco oferecer chocolate aos pets?

Flávia Ribeiro – Sim! O chocolate é altamente nocivo para o seu pet, seja ele, filhote, adulto, pequeno ou de grande porte. Sem essa desculpa de “só um pedacinho”. O chocolate pode causar intoxicação, independente da quantidade. O cacau possui uma substância chamada teobromina considerada fatal para o seu bichinho de estimação. Já existe no mercado, chocolate apropriado para os pets.

Cuidados com os cães - A dog walker e pet sitter Flávia Ribeiro com Joy

“Esse é o Joy, um shitzu que é meu cliente de dog walker, petsitter e pet hotel. Quando comecei a cuidar do Joy, ele estava com infecção urinária e constipação. Hoje Joy utiliza de alimentação natural balanceada. Com os exercícios diários e mudança de alimentação, seu intestino regularizou e não teve mais infecções.”

 Aurélia Guilherme – Day care ou creche é um tipo de serviço que já se encontra nas grandes cidades. Você oferece esse tipo de assistência? Como funciona?

Flávia Ribeiro – Não exatamente um day care. Os cãezinhos que se hospedam na minha casa têm uma rotina de descanso e de brincadeiras. É diferente de um day care. Esse tipo de serviço tem hora de chegada e de saída.  É necessário haver funcionários treinados observando os cães para a garantia de paz no grupo.

O tipo de hotelaria que ofereço inclui a opção para o tutor deixá-lo comigo em tempo integral. Mas também apenas em algum horário específico. Ofereço uma hotelaria que permite maior comodidade ao tutor. Os animais ficam juntos e  monitorados. Meus cuidados com os cães são extremamente rigorosos.

Em qualquer tipo de hotelaria, é importante que haja um especialista em comportamento canino. Ele deve saber interpretar a comunicação animal . Assim, previne-se qualquer possível atitude indesejada, imperceptível a olhos leigos, mas óbvias para o profissional. Durante todo o dia, os cães gastam bastante energia. Fazem atividades como frisbee, um tipo de disco de plástico que são lançados ao ar e eles adoram buscar. Eles também gostam de jogar bola, correr e brincar de diversas maneiras. São brincadeiras intercaladas com momentos de tranquilidade.

Dependendo do pacote escolhido, o dono pode adicionar outras opções. Há aulas de obediência, agility, frisbee e condicionamento. É importante levar o seu animal em um local que você confie. Afinal, é a vida dele que está em jogo. Por isso, pesquise sobre os Day Cares disponíveis na sua cidade antes de matricular seu cão.

Leia também: Pet Sitter – Uma cuidadora perfeita para seu pet chamar de “sua”, com Flávia Ribeiro

Leia também: Dog Walker e Pet Sitter Flávia Ribeiro – Seu animal de estimação em boas mãos

Aurélia Guilherme – Onde adquirir um animalzinho? Em pets ou em feiras? Quais os caminhos da adoção?

Flávia Ribeiro – Em primeiro lugar temos que pensar se realmente estamos prontos para receber um novo integrante na família. O novo membro da família será uma responsabilidade para toda vida e deve ser respeitado por todos. Um animalzinho não deve ser descartado, por nenhum motivo. Abandono é crime! Sem contar que todo pet cria laços afetivos, assim que é adotado por uma família. Então, um possível abandono desse bichinho não pode ser descrito de outra maneira: este é um total ato de crueldade. Todos estes pequenos detalhes devem ser considerados, antes de comprar ou adotar um novo cachorro ou um gatinho.

O ideal no caso da compra é procurar por pets shops e canis sérios e conhecer os pais dos filhotes. Cuidado com canis clandestinos. Eles se utilizam de maus tratos e crueldade com as matrizes. Há relatos de que ele dão hormônios para as cadelas terem vários cios por ano. Lá os animais se alimentam mal. Muitos passam toda a vida enjaulados, doentes e subnutridos. Depois, são descartados na velhice.

Quanto à adoção, temos várias ONGs sérias. Cada uma tem suas regras para liberar a adoção de um integrante do abrigo. Mas, em síntese, os candidatos à adoção passam por uma triagem e assinam um Termo de Posse Responsável. Assim, há maior garantia de cuidados com os cães.

Cuidados com os cães - A dog walker e pet sitter Flávia Ribeiro com a pitbull Margarida

“Essa é Margarida, a pitbull que adotei do Recanto dos pitbulls, já adulta e vinda de maus tratos. Nunca comprei nenhum animal, meus gatos e cães foram todos resgatados das ruas. Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, cães adultos se adaptam rapidamente à nova casa e rotina.”

Aurélia Guilherme – Sobre responsabilidade social. O que faz um tutor estar realmente preparado para receber um animal de estimação em casa?

Flávia Ribeiro – Adquirir um novo cachorro ou um gato é uma decisão muito importante. Decisão que precisa ser considerada com cautela e com a participação de todos os membros da família. Os cuidados com os cães devem ser criteriosos durante toda a vida dos pets. Os cachorros vivem em média entre 8 e 15 anos. Já os gatos podem viver até mais.

Deve-se levar em consideração, se há condições financeiras para alimentá-lo adequadamente. É importante ter condições de passear de 1 a 2 vezes ao dia ou contratar um dog walker. Os banhos devem ser semanais. Deve-se ter condições financeiras para levá-lo ao veterinário para um check-up. Vaciná-lo todo ano e vermifugá-lo a cada três meses. Por último, você tem condições de retribuir todo amor e lealdade que irá receber? Os animais NÃO MERECEM SER ABANDONADOS!

Aurélia Guilherme – Há algum risco em comprar ração a granel?

Flávia Ribeiro – Na realidade essa prática pode fazer mal à saúde de seu animal de estimação, seja cão ou gato. Isso porque os sacos mantidos abertos ou em outros recipientes deixam o produto em contato com o ar. Além disso, por permitir o manuseio, a ração pode se contaminar com fungos e microrganismos presentes no ambiente.

Então, não é bom arriscar. É preciso ter mais cuidados com os cães. Os fungos colonizam a ração, principalmente quando a temperatura e umidade são favoráveis. Pode haver crescimento e multiplicação desses microrganismos que produzir toxinas responsáveis por vômitos ou diarreias. Esse mal pode variar de acordo com a quantidade de ração ingerida e com a idade do animal. Esse tipo de alimento contaminado, pode, inclusive, ser cancerígeno.

Aurélia Guilherme – Qual a sua opinião sobre a alimentação natural e em que ela consiste?

Flávia Ribeiro – Hoje sou uma adepta da alimentação natural para os meus cães. Já tenho alguns clientinhos caninos que os seus tutores também aderiram a essa alimentação. Por melhor que seja a ração, temos que levar em consideração que são produtos industrializados. Já a dieta caseira natural é fresca, saudável, nutritiva e muito saborosa! Composta de frutas, legumes, verduras, vísceras, carne vermelha e branca. E hoje já temos profissionais que nos oferecem os alimentos para serem congelados na quantidade exata que seu pet precisa. Tudo de acordo com o peso, raça, idade e necessidades conforme sua saúde atual.

Porém, antes de trocar a ração do pet por qualquer dieta caseira, converse com o veterinário responsável pelo seu animal. É importante fazer um exame clínico completo para determinar se o animalzinho está apto a receber uma alimentação natural.

Cuidados com os cães enquanto o tutor se ausenta

Esses são os shitzus Luky, Chicó e Burpy socializando no pet hotel

Aurélia Guilherme – Qual o seu método para socializar um cãozinho?

Flávia Ribeiro – O ideal é socializá-lo desde filhote com pessoas, outros animais, barulhos, motos… Mas isso, após de tomadas todas as doses de vacina necessárias para sua segurança. Também podemos socializar cães adultos medrosos, desconfiados e bravos. Usar petiscos é uma das técnicas, ao passar uma moto barulhenta, ele ganha um petisco. Repetindo algumas vezes, o cãozinho começa a se sentir à vontade na presença de um carro, moto, caminhão em movimento. Muitas vezes, eles passam a gostar desse tipo de situação e não se incomodam mais com o barulho.

Para alguns cães, no entanto, somente dar um petisco nem sempre é suficiente. Nesse caso, é necessário se utilizar de outras técnicas e soluções. Tente interagir o cãozinho com outros cães que você conheça. Escolha um animal tranquilo que esteja acostumado ao convívio pacífico com outros cães em praças e parques, por exemplo. Nunca grite, brigue ou o ameace. Ao invés disso, o oriente. Se o filhote está se excedendo nas brincadeiras, vá até ele e o afaste levemente do outro. Faça isso quantas vezes forem necessárias para ele se acalmar e descobrir que, desta forma, a brincadeira tem fim. Esses cuidados com os cães garantem alegria, diversão, saúde em uma convivência transbordante de amor!

“Uma boa socialização é, sem dúvida, o melhor investimento que você pode oferecer ao seu cão. Evita problemas futuros e mantém o cão equilibrado, seguro e feliz.”

#boavida #boavidaonline #blogdaaurelia #aureliaguilherme #pet #pets #dogwalker #pethotel #petsitter #cuidadoscomcaes #coprofagia #caesobesos #daycarepet #frisbee #alimentacaonatural #hotelparacaes #tutorcanino #amordequatropatas

Cuidados com os cães - A dog walker e pet sitter Flávia Ribeiro com Guga

Esse poodle é o Guga. Tem 16 anos e nunca comeu ração e nunca adoeceu, sempre fez uso de alimentação natural

Comentários