Curso de Massagem Tântrica

Curso de Massagem Tântrica

Centro Metamorfose Goiânia abre suas portas para mais um Curso de Massagem Tântrica. Para aqueles que desejam turbinar seus conhecimentos sobre energia e sobre técnicas e exercícios de consciência corporal, respiração e amplitude dos sentidos, a hora é agora. Faça sua inscrição, as vagas são limitadas:

Curso de Massagem Tântrica - Centro Metamorfose - Goiânia

A vida moderna condiciona a mente, a diminuir a amplitude do prazer que o corpo pode dar. O tantra desperta sentidos adormecidos e modifica a leitura que fazemos da vida!

Curso de Massagem Tântrica – A sexualidade no mundo ocidental está mascarada pela hipocrisia. Finge-se orgasmos, desrespeita-se parceiros (as), amontoam-se neuras e travas. Muitas vezes, sentimentos reprimidos se mantêm por toda uma existência, permeados pelo temor de quebrar couraças e de viver a plenitude de uma vida sexual. O tantra é um caminho, certamente, de encontro à essa energia, que pode nos levar à uma explosão de prazer, que vai além de um orgasmo fisiológico. O tantra nos leva a dimensões cósmicas do nirvana.

Não perca a oportunidade de participar de um Curso de Massagem Tântrica, que o Centro Metamorfose Goiânia oferece, para aqueles em que acreditam que as potencialidades humanas sejam infinitas. Na entrevista que fiz à seguir, o casal Satpriya Tantra (Inêz Baylão) e Satdharma Tantra (Horácio Ferreira), responsáveis pela Unidade Goiânia, trazem ao Boa Vida Online, o que acontece nos bastidores de um curso tântrico:

Aurélia Guilherme – Como é ter essa experiência?

Curso de Massagem Tântrica no Centro Metamorfose Goiânia

Inêz Baylão, batizada no Tantra, como Satpriya Tantra, credenciada pelo Centro Metamorfose, Terapeuta Corporal e Instrutora de cursos Individuais e de grupo

Satpriya Tantra – Nossa será que temos espaço para minha resposta a essa pergunta? Eu acho que não! É algo tão além das palavras, que tudo o que eu disser não terá a dimensão da realidade dos fatos.

Satdharma Tantra – Participar de um Curso de Massagem Tântrica, por si só, já é uma experiência muito prazerosa e gratificante. Participar de um curso em grupo, então, é algo que supera qualquer expectativa!

Satpriya Tantra – Experiência, por si só, é uma palavra especial, seja qual for o resultado. Só de ter a oportunidade de experimentar algo novo e que acrescenta, já é transformador. No tantra não é diferente. Ter essa experiência é, antes de tudo, acrescentar algo que não se conhecia, à bagagem individual do ser.

“A timidez é um estado de ansiedade, gerado a partir dos nossos medos e preconceitos. A partir do momento em que nos entregamos ao trabalho, ao grupo e a essa nova experiência, os temores desaparecem e levam junto, a timidez e as travas”. Satdharma Tantra

Satpriya Tantra – Se, há alguns anos, alguém me falasse que eu iria em um curso de final de semana, de massagem tântrica, não acreditaria. Pois fiz o primeiro curso. Entrei Inêz Baylão, administradora, pós-graduada em Logística Reversa, funcionária pública, em cima de um salto 15, com roupas sóbrias, camisas masculinas, expressão congelada no modo “sou forte”. Saí do curso, como Satpriya, terapeuta tântrica, coordenadora de uma unidade do Centro Metamorfose, em Goiânia e que, hoje, está em cima de uma sapatilha rasteira, usando roupas floridas, saias rodadas e, a expressão do que eu estou sentindo no dia. Mas, juro que pagaria para experimentar isso também. Cada um tem a sua experiência. O bom é que não é necessário nenhuma expectativa, nenhum plano, o único passo é viver a experiências que vierem.

Curso de Massagem Tântrica no Centro Metamorfose Goiânia

Horácio Ferreira, batizado no Tantra, como Satdharma Tantra, credenciado pelo Centro Metamorfose, Terapeuta Corporal e Instrutor de cursos Individuais

Satdharma Tantra – Para quase todos é uma sensação nova, desconhecida. É altamente gratificante perceber que os demais participantes se interagem em meio a tudo isso. Não há como ser o mesmo, depois do curso. Há, mesmo, um grande salto no encontro do autoconhecimento e descoberta integral do ser.

Retira-se todas as coberturas que nos distanciam de quem realmente somos e, aprendemos algo totalmente novo. Aprendemos os caminhos de novas conexões cerebrais ligadas ao sensorial.

Aurélia Guilherme – Como são formados esses grupos? São pessoas conhecidas, desconhecidas, quantos pares e de que gênero, todos nús? Qual a dinâmica do curso?

Satdharma Tantra – O curso funciona da seguinte maneira: por ser quase que totalmente prático, os participantes aprendem a técnica em duplas. Os pares trocam massagens entre si. Essas duplas são sempre em paridade (energia masculina e energia feminina), mas lembrando que existem também os cursos voltados para homoafetivos, em que a paridade é entre pessoas do mesmo sexo.

Satpriya Tantra – Os grupos são formados por pessoas de todas as idades, desde que maiores de 18 anos. Podem ser casais, conhecidos, amigos ou desconhecidos. Na verdade, na maioria dos cursos, os participantes não se conhecem. Em nenhum momento ficam todos nus, e nem mesmo isso é uma obrigatoriedade. Quem vai receber a massagem, fica à vontade. O ideal é que se tire as roupas, porém isso é gradativo e com muito respeito. Quem está aprendendo, fica vestido.

Essa questão da nudez, não é um problema no tantra. As pessoas ficam totalmente à vontade. A nudez não é uma obrigatoriedade e, sequer solicitamos isso. A dinâmica do curso segue um padrão inicial. Há horários prévios para café da manhã, lanche, almoço e, durante o restante do tempo, alternamos trocas, vivências e apresentações. Cada curso tem uma dinâmica diferente, nunca é igual. Mas, essa é a ideia. Nada é estático ou exatamente programado; tudo flui, como tem que fluir.

Satdharma Tantra – As inscrições podem ser individuais ou feitas por casais. No caso das inscrições individuais, as duplas serão formadas durante o curso, de acordo com a empatia entre os participantes. O curso inicia-se com um dos pares recebendo a massagem. Depois invertemos. Importante dizer que as duplas podem ser alteradas, no decorrer do curso.

Curso de Massagem Tântrica no Centro Metamorfose Goiânia

Em meio ao caos urbano é preciso parar para sentir o outro. Quantos casais estão intoxicados pela vida moderna que mal se olham e se tocam com a alma. No Tantra, as conexões do corpo e da alma são resgatadas!

 

Aurélia Guilherme – Como é o acesso ao corpo para o desbloqueio dos chackras?

Satdharma Tantra – Primeiramente, precisamos explicar o que são os chackras A palavra “Chakra” vem do Sânscrito e significa “roda de luz”. Os Chakras são centros de energia, que representam os diferentes aspectos da natureza do ser humano. São eles: os corpos físico, emocional, mental e energético. Os sete principais chakras ficam localizados ao longo da coluna vertebral do corpo humano. Segundo a Tradição Hindu, seguem as cores do arco-íris. Se um chakra está bloqueado, quer dizer que naquele ponto não está havendo recebimento e doação de energia. Existem várias maneiras de desbloquear e fazer com que a energia volte a circular livremente, e a nossa maneira é através do toque.

Satpriya Tantra – Sim, toques leves, sutis e suaves, ou, até mesmo, em alguma meditação mais profunda. Mas, o diferencial do tantra é que tudo é natural; tudo acontece ao seu tempo e processo individuais. Está tudo certo!

Satdharma Tantra – No Tantra, existem diversos exercícios, como meditações e respirações, os quais ajudam no desbloqueio todos os segmentos do corpo.

Aurélia Guilherme – Os pares se masturbam?

Satdharma Tantra – Não. Não há masturbação no Método Deva Nishok, uma vez que a masturbação apenas reforça os condicionamentos de quem vai usufruir da massagem.

Satpriya Tantra – Acredito que essa pergunta não é pertinente, já que em nenhum momento, em nenhuma prática dentro do Centro Metamorfose trabalhamos com masturbação. Não seria então possível inclusive ensinar tal prática.

Curso de Massagem Tântrica no Centro Metamorfose Goiânia

Os pares se juntam para uma troca de experiência inesquecível. O Tantra proporciona uma nova leitura da vida!

Boa Vida Online – Os participantes têm orgasmos? E o constrangimento?

Satdharma Tantra – Podem ter ou não. Algumas pessoas possuem barreiras muito fortes a serem quebradas e um único curso pode não ser suficiente para rompe-las. Porém, através de experiências adquiridas ao longo dos anos, posso dizer que é muito pequeno o percentual de participantes que não tem orgasmos.

Satpriya Tantra – Os participantes podem sentir tudo, inclusive nada. Por experiência própria, isso é muito raro, mas existe a possibilidade, e isso também faz parte.

Satdharma Tantra – Nossos terapeutas possuem vasta experiência com grupos de crescimento pessoal, e conseguem criar um clima amigável e de confiança, para que as pessoas consigam se abrir em uma experiência de transcendência e meditação.

“O caminho pode não ser fácil, ou indolor, não há como saber de processos internos tão individuais, a não ser que todos se tornam pessoas melhores”. Satpriya Tantra

Satpriya Tantra – Ter orgasmos é algo muito amplo, com inúmeras formas de expressar, seja com gritos, choro, risos. Isso é algo, colocado de forma tão natural e bela, que não cabe constrangimento algum. Acredito que, uma pessoa, quando decide participar de um curso como esse, já está aberto ao potencial do corpo. Ficar no racional, em torno de pensamentos sobre constrangimentos, demonstra, talvez, que a pessoa não esteja pronta. Isso pode demonstrar também, que ela não tenha compreendido ainda, a profundidade desse processo de quebra de barreiras. Reflita sobre isso, se abra para todas as possibilidades antes do curso, nos procurando para conversas, atendimentos individuais, vivências semanais que ajudam aos poucos na eliminação dos receios. É absolutamente normal que as pessoas sintam essa dificuldade. Nesses casos, vale sempre o respeito ao tempo de cada um.

Satdharma Tantra – Sim, esse é um fato importante. Ressalto que, em nosso curso, cada participante será instruído a dar atenção aos seus sentimentos, ao seu corpo e ao do seu parceiro de curso. Não importa o que acontece no ambiente ao seu redor. Sem constrangimento.

Aurélia Guilherme – Incrível, como as pessoas conseguem vencer a timidez e suas travas…

Satdharma Tantra – Todo mundo tem medos e travas, uns mais, outros menos. Mas isto, não quer dizer que, pessoas que lidam melhor com seus medos e suas inseguranças, sejam superiores às outras. A timidez é um estado de ansiedade, gerado a partir dos nossos medos e preconceitos. A partir do momento em que nos entregamos ao trabalho, ao grupo e a essa nova experiência, os temores desaparecem e levam junto, a timidez e as travas.

Curso de Massagem Tântrica no Centro Metamorfose Goiânia

Tantra é o despertar dos sentidos no toque dos dedos; é respiração ampliada; é viver o aqui e o agora

Satpriya Tantra – Assim como eu disse anteriormente, existem as pessoas que ainda têm inúmeras barreiras. Para essas, o ideal é fazer um trabalho individual, direcionado a isso. Mas, geralmente em nossos cursos, os participantes já vêm de processos individuais e se encontram em  expansão, ou pessoas mais resolvidas e que não têm tantas travas. Em nossos cursos, já existe um grande número de pessoas abertas, com entendimento do trabalho.

Aurélia Guilherme – Como é o ambiente onde os grupos vivenciam as práticas?

Satdharma Tantra – Nossos cursos em grupo são ministrados em nossa Unidade, um ambiente agradável e acolhedor. Trata-se de um espaço adequado às nossas necessidades, físicas e energéticas.

Satpriya Tantra – Os cursos são dados na unidade do Centro Metamorfose, em Goiânia, onde já existe uma energia de sustentação. Os cursos que exigem imersão, são realizados em chácaras de retiro.

Aurélia Guilherme – Uma vez, a energia fluindo sem travas, o caminho para o orgasmo se torna mais fácil para aqueles que têm dificuldade em alcançá-lo?

Satpriya Tantra – Durante o curso contamos com uma força energética muito forte, que auxilia na dissolução dos bloqueios, sejam eles quais forem.

Satdharma Tantra – Através das massagens, nosso corpo começa a ser despertado, nossa bioeletricidade corporal aflora e passamos a entender que existem infinitas formas de prazer. Os participantes trabalham e são trabalhados, em simples toque, que desencadeiam sensações e prováveis sucessivos orgasmos, provocados pelos estímulos de zonas específicas.

Satpriya Tantra – Porém, vale salientar que o curso não é indicado para tratamento das disfunções sexuais. Caso a pessoa tenha necessidades específicas, nesse sentido, o indicado é primeiramente, o tratamento individual.

Curso de massagem tântrica - Centro Metamorfose - Goiânia

A filosofia do Tantra é a amplitude do ser. Na hora do amor, a energia flui sem travas ou receios.

Aurélia Guilherme – E para aqueles, que não têm problemas em atingir o êxtase, o curso tem qual finalidade?

Satpriya Tantra – Na verdade, o curso não tem como finalidade auxiliar quem tem problemas em atingir o orgasmo. O êxtase alcançado no curso, é uma resposta às trocas de carícias e vivências, mas não é esse o objetivo. Finalidade não é o caso no tantra. É estranho, a finalidade vem de final. Não existe final para o tantra. Não existe meta a ser alcançada. Isso vai contra a ideia de liberdade. No tantra, colocar um ponto de chegada, é o mesmo que limitar as infinitas possibilidades da vida.

Eu chamaria de inicialidade. Esse é o que um curso tântrico pode oferecer: o inicio. O início da abertura da mente, do corpo e do coração, às novas perspectivas do corpo, o reconhecimento da felicidade, do amor. A troca de experiências e de energia entre as pessoas. O início de um caminho de autodescobertas, de liberação e de consciência da nova sexualidade humana. Isso tudo, claro, só é o início.

Aurélia Guilherme – Tantra é energia pura de amor. Como evitar que a boa aura do tantra seja quebrada? Imagino que em um grupo não há como filtrar a energia ruim de alguns que, porventura, estão ali, por curiosidade, ou mesmo, outra intenção qualquer?

Satdharma Tantra – Sim, o Tantra antes de tudo é Amor. Todos nós temos energias boas e ruins. Confiamos muito em nosso trabalho e, sobretudo, na egrégora sob a qual trabalhamos. Essa confiança nos permite lidar com as adversidades e transformar, o que seria ruim, em algo bom, em um aprendizado novo. Nossos facilitadores e assistentes têm muita experiência em grupos e, conseguem facilmente distinguir se há entre nós, alguém com má intenção. Se isso acontece, nosso cuidado será ainda maior. Sutilmente, vamos demonstrando nossa seriedade. Acreditamos que tudo tem uma razão de ser e a sua hora exata para acontecer.

Satpriya Tantra – Os que vêm com uma energia diferente da que propomos, não são filtrados ou repelidos, no tantra tudo é aceitação. Se essa pessoa chegou até esse trabalho, em um momento específico, a energia do tantra vai acolhê-la e transforma-la. Se isso não ocorre, é comum que a própria pessoa se retire. Não cabem, dentro do tantra, sentimentos mal intencionados. Isso não quer dizer que não tenhamos nosso lado negro, nossa energia má. Significa apenas, que isso é rapidamente modificado.

Aurélia Guilherme – Nem todas as pessoas têm coragem de ter uma experiência de tamanha intensidade. Como se torna a vida, depois que se toma o caminho do tantra?

Satdharma Tantra – Realmente, essa é uma experiência intensa. Mas, isso é o bom do curso! É poder enfrentar os medos, a timidez, aprender a tocar o ser humano e ser tocado por outro ser humano. Depois de uma troca de experiência dessa natureza, é muito difícil não mudar algo dentro de si. Muda-se a forma de ver o outro, muda-se a forma de enxergar a si mesmo, de se sentir, de se amar, de ter prazer e dar prazer. O caminho do Tantra é o caminho do amor e da liberdade. A vida se torna mais leve, desde que tenhamos abertura para receber tal dádiva.

Satpriya Tantra – Coragem, essa palavra é interessante. Ter coragem, é algo interdependente da necessidade. Se ainda não há coragem, é porque ainda não houve o chamado tão forte da necessidade. Entendendo que, necessidade seja algo que nos faz falta, que nos grita aos ouvidos de que algo está errado, de que queremos mais, de que precisamos ir além. Quando essa necessidade arde no coração, a coragem aparece.

Esse é um dos poucos pontos que posso ser absoluta, em termos de tantra: não existe a possibilidade de alguém sair desse curso, da mesma forma como entrou. Mesmo quando não se sente nada, mesmo quando tudo parece absolutamente igual, a mudança ocorre. Agora, a intensidade das mudanças, é diretamente proporcional à intensidade da entrega.

Quanto mais profundo for o mergulho da pessoa, mais profunda será a transformação. Isso se estende à aparência, ao emprego, aos relacionamentos, até quando ocorre uma expansão da consciência, quando a pessoa dá o famoso salto quântico. A única garantia que oferecemos é que, seja o que for e como for para cada participante, as mudanças acontecem e sempre são positivas.

O caminho pode não ser fácil, ou indolor, não há como saber de processos internos tão individuais, a não ser que todos se tornam pessoas melhores.

#BoaVidaOnline @boavida #aureliaguilherme #cursodemassagemtantrica #massagem #tantra #massagem tantrica #centrometamorfose #centrometamorfosegoiania

Curso de Massagem Tântrica:

DATA: 27 e 28 de Maio de 2017

Informações – 62 99685-5564

@centrometamorfosegoiania

Curso de Massagem Tântrica no Centro Metamorfose Goiânia

 

Comentários