Dog Walker e Pet Sitter Flávia Ribeiro – Seu animal de estimação em boas mãos

Dog Walker e Pet Sitter

Passeios diários e um cuidado maior com os pets, na ausência do dono, são boas medidas para a saúde dos bichinhos.   Dog Walker e Pet Sitter são algumas das novas profissões que surgem no mercado pet. Flávia Ribeiro é Dog Walker e Pet Sitter, uma profissional apaixonada por bichos e que nos conta sobre a importância do passeio e de cuidados básicos, na falta do dono:

Dog Walker e Pet Sitter Flávia Ribeiro - Seu animal de estimação em boas mãos

“Desde criança sou encantada pelos animais. Já tive vaca, galinha, porquinho, vários cães e vários gatos de estimação. Minha paixão e respeito pelos bichos só aumenta a cada dia que passa”, Flávia Ribeiro. 

Dog Walker e Pet Sitter

O cuidado com o seu animal de estimação é algo sério. Fora as necessidades básicas que os pets precisam para que eles se mantenham vivos, é essencial fazer com que eles se sintam felizes e aconchegados. A vida nas grandes cidades exige que todos estejam fora de casa na maior parte do dia. O animais de estimação ficam solitários, quase não passeiam e, muitos, deprimem e passam a sofre de doenças da emoção.

Felizmente, surge a profissão de Dog Walker  e Pet Sitter, profissionais que não deixam nossos amiguinhos na mão.

Muitos proprietários de pets estão aderindo aos serviços desses profissionais. Não se tratam de regalias. Passeio, bons tratos, companhia são fundamentais para o bem – estar do animal. Veja o que tem a dizer nossa consultora para assuntos animais, Flávia Ribeiro:

O desabrochar do cuidado animal

“Comecei como protetora independente há 20 anos. Pegava gatos de rua e os castrava, o que chamamos de C.E.D (Capturar, Esterilizar e Devolver). Depois fui voluntária por dois anos, no Recanto dos Pitbulls, onde cuidava, passeava, alimentava e medicava pitbulls vindos de maus tratos. Todo o meu contato, ao longo desses anos, me deu a segurança para me adentrar como profissional no mundo pet.

Há dois anos, decidi trabalhar como Dog walker e Pet Sitter. Já fiz cursos de dog walker e day care ideal em São Paulo. Fiz também, vários cursos online de primeiros socorros e sobre os comportamentos canino e felino. Livros, palestras, vídeos e conhecimentos adquiridos na prática, com os meus próprios animais de estimação, também foram fundamentais para adquirir mais experiência. Atualmente, estou fazendo um curso de adestramento, mas tenho muito o que aprender nessa área. Trata-se de um ciclo sem fim”.

Dog Walker e Pet Sitter Flávia Ribeiro - Seu animal de estimação em boas mãos

Flávia Ribeiro é Dog walker e Pet sitter, além disso, também oferece o serviço de hospedagem do animal quando o dono está ausente.

Dog Walker

“Me responsabilidade é buscar o cachorro na casa dele, para um passeio de cerca de uma hora. Nesse tempo, exercito o animal, de acordo com a raça e estado físico do animal.

Os mais velhinhos e gordinhos andam mais devagar. Além disso, no caso dos pugs e dos buldogs – inglês e francês, por exemplo, que muitas vezes, possuem problemas respiratórios (uma dificuldade própria da raça), também é preciso respeitar certos limites.

Animais filhotes, por exemplo, só devem entrar em contato com a rua após tomarem as três doses de vacina. A carteira de vacinação em dia e a verificação da saúde animal é a única exigência, antes do programa de passeio.

Ter uma rotina de caminhada diária é necessária para a saúde física e mental do pet, pois melhora o tônus muscular, o controle de peso e o gasto de energia. Isso evita o estresse, a destruição de objetos e a agressividade. Além disso, há a socialização com outros animais, entre outros benefícios”.

Pet Sitter

“No serviço de Pet Sitter, cuido do animal dentro da sua própria casa. Este é um benefício que promove bem estar ao pet. Não há estresse pela mudança de ambiente, a rotina diária do animal com limpeza, alimentação, medicação e atividades físicas são mantidas. São cerca de uma a duas visitas diárias, que duram cerca de uma hora, cada”.

A importância do passeio diário

“O ideal seriam, pelo menos, duas saídas diárias. Alguns cães, por exemplo, que não fazem suas necessidades dentro do apartamento, podem ter a saúde comprometida ao longo do tempo. A quantidade de passeio diário, deve ser reconsiderada por seus donos. Cães com grande energia precisam de atividades de, pelo menos, duas a quatro horas diárias, podendo – se utilizar brinquedos interativos para distraí-los”.

Transmitindo confiança 

“Sempre faço uma visita antes de iniciar qualquer trabalho, seja de dog walker ou de pet sitter, para que o dono e o animal me conheçam. Nesse primeiro contato, o dono me fala sobre o comportamento do animal e de suas rotinas. Nesse bate papo, acabam conhecendo minha experiência. Na ocasião, também respondo às indagações. Assim, consigo passar um pouco do meu conhecimento, deixando o dono tranquilo e confiante no meu trabalho”.

Vocação: amar os bichos

“Primeiramente, é preciso amar o que se faz. Adoro estar com eles, cuidar deles, trabalhar com animais é muito prazeroso e gratificante. Os cães e gatos têm suas formas particulares de se comunicar. Cabe ao profissional saber identificar o que eles querem dizer. Isso é importante, até mesmo para sua segurança, pela segurança de outros animais e das pessoas durante o passeio. Identificar um olhar, a posição da orelha e do rabo, se estão relaxados ou em posição de ataque – entre outros sinais, é fundamental para estabelecer um vínculo mais próximo”.

Comentários