Entenda os 7 chakras

Sem dúvida, muito se ouve falar sobre os chakras, mas pouco se entende sobre o assunto. Ao contrário do que muitos pensam, o estudo dos chakras vai além do místico, até alcançar as grandes sabedorias orientais, que trazem respostas diárias ao mundo, há centenas de anos. É importante entender a relação dos chakras com o nosso corpo, mente, alma e coração, pois é, a partir de seu centro energético – se está ou não em equilíbrio – que fará sentido uma série de respostas associativas aos problemas vivenciados, dos mais simples, aos mais profundos. A seguir, vamos explicar, do que se tratam os chakras, segundo os ensinamentos de Yogi Bhajan, primeiro a ensinar a ciência do Kundalini Yoga.

A palavra chakra, ao pé da letra, significa roda. Caracterizados como vórtices de energia elétrica, esses centros se localizam na nossa aura. São mais de 88 mil chakras em nosso corpo, no entanto, apenas 7 deles se classificam como os chakras primários, encontrados ao longo da coluna vertebral. Do ponto de vista espiritual, cada chakra traz consigo uma missão a ser cumprida pelo homem. A vibração de cada um dos chakras ,também indica se a pessoa está bem ou não, em cada parte do corpo e em cada setor da sua vida. Um chakra que vibra em excesso está hiperativo, ou, se vibra mais lentamente, hipoativo, está em desequilíbrio. São eles:

Primeiro: chakra base

Significa: raíz, suporte, fundamentado como: base, segurança e hábitos;

Localização: Períneo, na base da coluna;

Associado com: Quietude, estabilidade, firmeza, sobrevivência e aterramento;

Partes do corpo: Glândulas supra -renais, pernas, pés, ossos, intestino grosso;

Funções: Quando está equilibrado e funcionando planamente, indica segurança na vida. Centralização em si, segurança, mecanismos de sobrevivência e estabilidade;

Mau funcionamento: Quando está desequilibrado se manifesta, como autoindulgência, egoísmo, medos, insegurança, instabilidade, culpa, depressão, constituição frágil, resistência psicológica e mental reduzida, pouca energia, a vida parece pesar;

Fisicamente se manifesta: obesidade, hemorróidas, constipação, artrite, dor ciática e problemas na próstata;

Elemento: Terra;

Cor: Vermelho;

Sentido: Olfato

Alimento: Proteína, carne;

Segundo: chakra sexual

Significa: doçura;

Localização: Entre o púbis e o umbigo, incluindo o baixo abdômen, os genitais e o útero;

Associado com: sexualidade, criatividade e armazenamento de energia;

Partes do corpo: Útero, genitais, rins, bexiga;

Funções: Quando está equilibrado e funcionando bem, se manifesta como desejo, prazer, sexualidade, procriação. Atitudes positivas e relaxadas quanto às funções sexuais. Paciência, criatividade;

Mau funcionamento: Quando está desequilibrado se manifesta, como impotência, frigidez, problemas no útero, bexiga ou rins, dores na parte baixa da coluna, podendo também sinalizar alguma frustração, apego, ansiedade, medo, alta estimulação sexual; falta de carinho e bloqueios na puberdade ,devido à sensualidade e ternura reprimidas na infância; falta de autoestima e emoções rígidas;

Elemento: Água;

Cor: Laranja;

Sentido: Paladar;

Alimento: Líquidos;

Terceiro: chakra umbilical

Significa: gema brilhante;

Localização: Entre a base do esterno e o umbigo;

Associado com: Projeção e poder;

Partes do corpo: Pâncreas, adrenais, plexo solar, fígado, vesícula biliar, baço, estômago, intestino delgado, sistema digestivo e músculos

Funções: Quando está equilibrado e funcionando bem, se manifesta como poder pessoal, vontade forte e equilibrada, auto-motivação, habilidade para tomar decisões, boa autoimagem, habilidade para inspirar os outros, habilidade para expressar de forma apropriada, alegria, satisfação e raiva; centro de poder.; ego e emoções e também raiva, ganância e desesperança. Autoestima. É o local em que nossa força interna de equilíbrio, inspiração e boa saúde são desenvolvidas;

Mau funcionamento: quando está desequilibradopropicia úlceras, diabetes, hipoglicemia, icterícia, hepatite, pedra na vesícula, fraqueza, avareza, indecisão, raiva e culpa; desânimo, falta de coragem, tendência a dificultar tudo; cortes e impedimentos na infância, que resultam em sentimentos reprimidos; não tem firmeza e espontaneidade. Concorda com tudo, necessidade de ser reconhecido, o que muitas vezes faz com que haja negligência com os próprios desejos e emoções, com uma forte tendência a contrariar suas próprias vontades e concordar com tudo. O desequilibrio no chakra umbilical também levam a distração excessiva, falta de foco e sensação de calafrios, na existência de problemas; medo de novas experiências. Yogi Bhajan lembra que não existe somente o bom e o mau, essas são faces da mesma moeda. Pode-se escolher entre a calma e a irritação, entre o equilibrio e a fraqueza;

Elemento: Fogo;

Cor: Amarela;

Sentido: Visão;

Alimento: Amido;

Quarto: chakra cardíaco

Significa: aquele que não precisa ser tocado;

Localização: no centro do peito, em nível dos mamilos;

Associado com: amor, compaixão, aceitação e realização;

Partes do corpo: plexo cardíaco, coração, pericárdio, pulmões, glândula timo (indiretamente braços e mãos);

Funções: quando o centro do coração se abre, nós despertamos para a consciência espiritual. Fortalecemos nossas características de compaixão, doação e amor. Nós reconhecemos e compreendemos as qualidades dos demais. Somos adequados e agradáveis com os outros;

Mau funcionamento: quando está em desequilibrio fisicamente, se manifesta como asma, pressão sanguínea alta, problemas cardio-vasculares, artrites, problemas respiratórios, derrame, hipertensão. Psicologicamente, manifesta-se, como um fechamento emocional, passividade, insensibilidade e depressão. O chakra cardiaco em desequilibrio facilita o sentimento de mágoa, e carência de amor e de afeição dos outros; o sentimento de rejeição atinge profundamente o seu emocional e, a uma certa resistência aos envolvimentos mais profundos. Embora haja um desejo de amor, o excesso de defesa permite ir somente até os limites da amizade;

Elemento: Ar;

Cor: Verde;

Sentido: Tato;

Alimento: vegetais;

Quinto: chakra laríngeo

Significa: purificação;

Localização: na garganta, logo abaixo da laringe;

Associado com: som e comunicação;

Partes do corpo: o hipotálamo, tireóide, garganta, ouvidos, traquéia, boca, plexo laríngeo, coluna cervical;

Funções: comunicação, criatividade, conexão, expressão, interação e inspiração. É o centro da verdade, linguagem, conhecimento e habilidade de comunicação. É a base da nossa autoexpressão e de nossas interações. Yogi Bhajan diz que, esse chakra amplia o sentido de êxtase; é possível exprimir a plena convicção do Divino através da laringe, uma fonte de poderosa energia que leva à riqueza e prosperidade quando está em equilibro, o ambiente conspira em seu favor;

Mau funcionamento: quando está em desequilibrio, gripe, torcicolo, dor de garganta, problemas de voz, problemas com a tireóide, estagnação, obsessão, lapsos de expressão podem ser frequentes. A pessoa quer falar, mas não as encontra palavras. Se este chakra está fechado, sentimentos amargos podem brotar, mesmo quando não há intenção. Letargia, fraqueza nas habilidades expressivas e descritivas, gagueira, insegurança, medo de opiniões e julgamentos alheios;

Elemento: Éter;

Cor: Azul claro;

Alimento: Frutas;

Sexto: chakra frontal

Significa: Perceber;

Localização: No centro da testa, entre as sobrancelhas, na área conhecida, como terceiro olho;

Associado com: Luz;

Partes do corpo: Plexo cavernoso, triplo aquecedor, vesícula biliar, glândula pituitária, cérebro;

Funções: Centro da intuição, é onde se localiza a habilidade da clarividência, visualização, imaginação, concentração e determinação. É o centro de comando. Habilidades intelectuais e psíquicas;

Mau funcionamento: Quando está em desequilibrio, a pessoa percebe com mais intensidade a realidade do mundo exterior e material; se mantém na superficialidade, sem questionamentos mais profundos em nível mental e emocional; rejeição da espiritualidade, como modo dominante do pensamento, uma vez que há baixa intuição. Estagnação intelectual, pensamentos confusos e pesadelos;

Elemento: Luz;

Cor: Índigo;

Sétimo: chakra coronário

Significa: Flor de lótus de mil pétalas;

Localização: No topo da cabeça;

Associado com: Pensamento, informação, iluminação;

Partes do corpo: Córtex cerebral, glândula pineal;

Funções: Entendimento, conhecimento, o assentamento da alma, conexão com o Eu Superior e com Deus, iluminação, unidade;

Mau funcionamento: Quando está em desequilíbrio, manifesta-se, como mente fechada, depressão, isolamento, confusão, tumor cerebral, insanidade, pressão cranial e psicose; sentimentos de separação da existência e da abundância, falta de incentivos quando a pessoa não está aberta às realizações espirituais; medo da morte;

Elemento: Pensamento;

Cor: Violeta;

 

Comentários