Evite crises de rinite alérgica, com a Alergista e Imunologista Lorena Diniz

tapete-limpeza-rinite-alergica“A Rinite alérgica é uma enfermidade crônica, provocada pelo contato com alérgenos, ou seja, substâncias que o organismo considera estranhas. Podem ser ácaros, poeira, mofo, pelos de animais, perfume, tinta, produtos de limpeza, fumaça de cigarro, entre muitos outros. Geralmente herda-se dos pais, porém, a rinite também pode se manifestar em uma pessoa que não nasceu alérgica, mas possui um sistema imunológico que desenvolve uma resposta alterada, quando entra em contato com algum alérgeno.

Durante a crise, maior será a quantidade de anticorpos produzidos e mais intensa será a produção de muco, com a consequente obstrução nasal, além de coriza, espirros,  coceira no nariz, na garganta e no céu da boca.

Ácaros, um grande vilão

Organismos extremamente pequenos, apenas visíveis por microscópios, mas que podem causar grandes danos à saúde. Esta é a melhor tradução para os ácaros, que todos nós conhecemos por provocar reações alérgicas. O que podemos afirmar é que, para que isso ocorra, é necessário que o paciente já tenha algum problema, como rinite alérgica.

Em todo caso, é extremamente importante evitar o contato com o ácaro, que prolifera na poeira doméstica, especialmente nos lençóis, travesseiros, tapetes, colchões, cobertores, carpetes, cortinas e bichos de pelúcia. Por isso, o ambiente deve ser, de preferência, ensolarado, com boa ventilação e sempre limpo.” 

Dicas preventivas para pessoas com rinite

  • Sempre mantenha a casa limpa, todo o cuidado para diminuir a proliferação dos ácaros é necessária;
  • Mantenha os ambientes arejados e expostos ao sol ;
  •  Use, de preferência, os aspiradores com filtro e panos úmidos para remover o pó do chão e dos móveis;
  • Não utilize  vassouras e espanadores;
  • Não use remédio sem receita, opte sempre, pelo auxílio de um especialista;
  • O mais indicado para quem tem rinite é não ter animais de estimação, mas caso tenha, procure acostumá-los a viver fora de casa. Não os deixe subir nos sofás, nem em camas;
  • Adote um estilo de vida saudável, evitando alimentos industrializados e com condimentos. Se, por acaso, algum alimento for responsável por desencadear as crises, retire – o da sua dieta.

Comentários