Exercícios de respiração do mestre indiano Sri Sri Ravi Shankar

Dias atrás, sofri um engasgo, com fechamento de glote. Essa foi uma experiência terrível, pela sensação de não poder respirar. Foi um longo tempo de 5 minutos. Ninguém merece um fechamento de glote, quando se quer puxar o ar e ele não passa! Pois, esse é um bom momento para aprender incríveis exercícios de respiração.

Exercícios de respiração do mestre indiano Sri Sri Ravi Shankar

Exercícios de respiração orientados pelo mestre indiano Sri Sri Ravi Shankar

Exercícios de respiração

Muitas muitas pessoas não dão a menor “bola” para a ação involuntária e automática da respiração. A verdade é que nós desaprendemos a respirar, quando vamos crescendo. Exercícios de respiração são o tema dessa entrevista. Podemos começar com uma definição do mestre indiano Sri Sri Ravi Shankar, que diz:

“A respiração é a conexão entre o corpo e a mente. Se a mente é uma pipa, então a respiração é a linha. Quanto mais longa a linha, mas alto a pipa consegue voar.”

Veja a riqueza da analogia que o mestre fez. Há cerca de uns 10 anos, percebi que minha respiração era curta e peitoral, semelhante à de milhões de outras pessoas. isso acontece, muito provavelmente, porquê, na medida em que vamos crescendo, o mundo, os pais, nossa cultura ocidental, nos pressiona demais. Sem que percebamos, vamos desaprendendo a respirar.

Observe os movimentos respiratórios de um bebê. A barriguinha estufa e se recolhe. Os movimentos pulmonares são amplos e garantem rico suplemento de oxigênio para o cérebro.

Ao longo da vida, desaprendemos a respirar.

Isso faz uma enorme diferença, até mesmo, na forma de perceber o Universo, o mundo, a própria vida e o próprio corpo. Os sentidos, mascarados na respiração superficial, nos afasta da essência divida. Uma respiração rasa e pouco oxigenada nos faz perder tempo de vida e energia.

Prepare-se para aprender alguns exercícios de respiração. Eles são a chave para um novo mundo que se descortina. Este novo mundo está bem à frente do seu nariz.

O primeiro passo é identificar qual o pradrão de respiração você tem.  Sua respiração é superficial ou curta? É profunda ou intensa? Isso diz muito sobre seu fluxo de energia.

Uma respiração pobre em oxigênio abre as possibilidades de estresse, conflitos, preocupação e tensão. O contrário acontece, quando a respiração faz um ciclo completo de trocas gasosas. Dessa forma, o fluxo de energia é contínuo, sem interrupções e bloqueios. Como resultado, a mente se aquieta, proporcionando um estado emocional de equilíbrio, segurança e felicidade.

Não pense que isso seja difícil ou enfadonho. Depois que se experimenta os benefícios dos exercícios de respiração, o prazer é certo.

Conscientes de que é preciso estar atento à respiração, basta aplicar as  técnicas que aprimoram a quantidade e qualidade da respiração que praticamos no dia a dia. Isso permite que tenhamos controle das emoções ou quando precisamos nos desligar ou desconectar do mundo material. Conseguimos mergulhar nas sutilezas da consciência em estados mentais inimagináveis.

Ensinamentos do mestre

india-dicas-de-respiração-de- um-mestre indiano

Na Índia, a respiração é conhecida, como PRANA, a energia vital que separa a vida da morte

O mestre Sri Sri Ravi Shankar elaborou alguns exercícios fáceis e que podem ser feitos por qualquer pessoa. São exercícios que estimulam o organismo a trabalhar em diversos aspectos, como:

Pranayama Kapalbhati

 Essa prática desintoxica o corpo e limpa os canais de energia. Além disso, acelera o metabolismo, auxilia o bom funcionamento do intestino e a absorção dos nutrientes.

Essa respiração estimula a mente e permite o alcance de estados mentais superiores.

Durante a prática sexual, potencializa os orgasmos.

Esses exercícios devem ser evitados durante a gravidez, pois a respiração profunda leva a contrações vaginais. Há riscos da mulher entrar em trabalho de parto.

Nadi Shodan

Nessa respiração, alterna-se a inspiração e a expiração nas narinas e promove-se uma intensa integração entre os hemisférios esquerdo e direito; entre a emoção e a lógica.

  1. Sente-se de pernas cruzadas (posição de lótus ou meia lótus) e com os olhos fechados.
  2. Mantenha sua palma esquerda em sua coxa esquerda, com seu polegar e indicador juntos.
  3. Coloque o polegar da mão direita no lado direito de seu nariz e o dedo anelar na narina esquerda. Seu indicador e dedo do meio podem tocar levemente seu terceiro olho (ponto entre as sobrancelhas).
  4. Agora feche a narina direita com seu polegar e exale pela narina esquerda contando até oito.
  5. Sem mover seus dedos, inspire pela mesma narina contando até oito.
  6. Feche a narina esquerda com o anelar direito e abra e exale pela narina direita contando até oito.
  7. Agora inspire pela narina direita contando até oito.
  8. Feche a narina direita com o polegar. Abra e exale pela narina esquerda contando até oito,isto conclui um ciclo. Continue alternando por mais nove ciclos.
  9. Finalmente, abaixe sua mão direita e coloque-a gentilmente em sua coxa direita.
  10. Respirando normalmente, mantenha seus olhos fechados e observe o efeito do pranayama em seu corpo e mente.

Bhramri

Pranayama da abelha é um tipo de respiração que dá segurança e poder de concentração. Excelente para quem sofre com enxaquecas e cefaleias.

  1. Sente-se confortavelmente com seus olhos fechados. Feche seus ouvidos com seus polegares, colocando seus dedos indicadores na resta e os três dedos que sobraram levemente sobre as pálpebras.
  2. Inspire profundamente e enquanto expira, faça o som do zumbido de uma abelha.
  3. Estenda o som o máximo que puder. Quando ficar sem ar, inspire novamente e continue com o som do zumbido da abelha. Continue por 5 a 10 minutos.

Ujjaii

Pranayama da Vitória é a respiração de intensa ação rejuvenescedora, por ser anti oxidativa e limpar o organismo dos radicais livres. Promove intensa calma, um antídoto para o estresse. Porém, não exagere na prática, vá devagar, até que o organismo se habitue, sem que isso seja forçado.

1. Você pode sentar-se em qualquer posição com as pernas cruzadas e manter sua coluna e sua cabeça alinhadas.
2. A respiração acontece por trás da garganta e gera um som sibilante.
3. Inspire profundamente pela garganta e conte até quatro.
4. Segure a respiração e conte até quatro.
5. Expire pela garganta contando até seis.
6. Segure a respiração contando até dois. Isto conclui um ciclo. Você pode repetir o ciclo mais 22 vezes.

Comentários