7 hábitos que podem prejudicar a gestação, com o Ginecologista e Obstetra João Luiz Tarlé Rosa

João Luiz Tarle Rosa Ginecologista Obstetra goiania gestacao

João Luiz Tarlé Rosa – Ginecologista e Obstetra – CRM – GO 7014

“A gestação é uma fase muito especial e muito confusa. Hormônios, aumento de peso, muita sensibilidade e muita “pisada de bola” também. A seguir, uma lista de deslizes que podem prejudicar, tanto a saúde da gestante, quanto a saúde do bebê:

1.  Ser negligente com o pré – natal

Um bom pré-natal é fundamental para um parto tranquilo. Quando a saúde da mãe e a saúde do bebê são monitoradas mensalmente é possível evitar as ameaças de parto prematuro; de anemia por falta de ferro; de pressão alta; de pré-eclâmpsia; e que o bebê nasça abaixo do peso mínimo ideal que é de 2,5 quilos. Cuide – se e preserve a vida do seu bebê!

2. Fazer intervalos muito longos entre as refeições

Quando a gestante faz intervalos muito longos entre uma refeição e outra, o estômago secreta um ácido que pode aumentar o enjoo. Além disso, o jejum prolongado aumenta os riscos de hipoglicemia, baixo nível de glicose no sangue, provocando tonturas, mal estar, ou até mesmo desmaios. O ideal é fracionar as refeições, comendo de forma controlada, pelo menos de três em três horas.

3. Não adequar a dieta alimentar à nova condição de gestante

Trocar o almoço por sanduíche, exagerar no consumo de frituras e de alimentos ricos em açúcar. Esses são hábitos alimentares que devem ser excluídos da vida da gestante. O ideal é manter uma dieta rica em nutrientes, proteínas e ferro. Eles trazem benefício tanto para a futura mamãe, quanto para o desenvolvimento do bebê.

gestacao maus habitos 4. Consumir refrigerante

Rico em açúcar, corantes e sódio, o refrigerante é uma bebida que não oferece nutriente algum ao organismo. Pelo contrário, seu consumo favorece apenas o aumento de peso, e consequentemente, doenças como o diabetes gestacional. Invista nos sucos naturais e na água.

5. Não praticar atividade física alguma

Além de ajudar a controlar o peso, praticar atividade física durante a gestação diminui o risco da gestante desenvolver diabetes gestacional, hipertensão arterial e dores na coluna. Hidroginástica, natação, bicicleta ergométrica, pilates e caminhadas são boas apostas.

6. Ingerir bebida alcoólica

Consumir bebidas alcoólicas durante a gestação pode provocar a Síndrome Alcoólica Fetal, um mal que causa malformações craniofaciais, no sistema nervoso central, na pele, nos músculos e no esqueleto, além de alterações no desenvolvimento cardíaco do feto.

7. Fumar

Fumar é um hábito terrível, imagine durante a gestação?  O tabagismo pode provocar aborto natural, descolamento de placenta, sangramento, parto prematuro. Além disso, fumar durante a gravidez prejudica a passagem de nutrientes da mãe para o bebê, que ainda pode nascer com problemas congênitos de saúde, como por exemplo, alguma doença cardíaca. Apague esse vício, cuide de você e da saúde do seu filho!”

Comentários