Moxabustão,técnica milenar que promete tratar de gripe a doenças reumáticas

moxabustao-terapia

Moxabustão trata a partir da queima da artemísia, uma planta medicinal

pierre-santos

Pierre Santos, doutor em Ciência Farmacêuticas pela Universidade de São Paulo (USP).

Amplamente conhecida e utilizada nos países asiáticos, e em parte da Medicina Tradicional Chinesa e Japonesa, a Moxabustão consiste no aquecimento de determinados pontos do corpo, a partir da queima da artemísia, um arbusto medicinal, também conhecido como “erva-de-são-joão” e “losna”. Trata – se de um tipo de acupuntura térmica, que gera calor em consequência à combustão da planta.

Considerada uma prática segura, a Moxabustão é aplicada há séculos na medicina caseira de países orientais. No Japão, por exemplo, a combustão da artemísia para fins terapêuticos foi difundida pelos monges budistas, sendo utilizada, até os dias de hoje, em seus respectivos templos.

“A Moxabustão é considerada por diversos autores, como sendo mais segura e eficaz que a acupuntura no tratamento de diversas patologias que vão desde a debilidade física e torções até aos distúrbios respiratórios e do sistema digestivo, etc.”, esclarece Pierre Santos, doutor em Ciência Farmacêuticas pela Universidade de São Paulo (USP).

Ainda segundo Santos, o tratamento com moxa, forma como a técnica também é conhecida, “visa restabelecer o equilíbrio em pessoas debilitadas. Espera-se que com este tratamento o fluxo energético seja normalizado, levando ao restabelecimento da saúde.”

A despeito dos benefícios causados pela aplicação do calor proveniente da combustão da artemísia, a Moxabustão deve ser administrada com cautela em pessoas com hipersensibilidade ao calor.

Comentários