O poder da Chia, com a nutricionista Fernanda Cunha

O poder da Chia (Salvia Hispânica) é justificado por ser este, um dos alimentos mais ricos da tabela nutricional. Pesquisadores do mundo inteiro são atraídos para essa sementinha.

O poder da Chia, com a nutricionista Fernanda Cunha

Que lindas as flores da chia. Suas sementes são ricas em fibra, magnésio, potássio, cálcio, proteína e o ômega-3

O poder da Chia

Todo mundo anda falando sobre o poder da Chia… Mas, por qual motivo essa sementinha se tornou tão conhecida? Descubra a seguir, com a Nutricionista Fernanda Cunha:

Uma semente poderosa

O poder da Chia, com a nutricionista Fernanda Cunha

Fernanda Cunha, Nutricionista, CRN – GO 3635. 

Essa é uma semente que tem propriedades nutritivas muito especiais. Foi descoberta há mais de 250 anos, sendo muito consumida pelos astecas, no México.

O que torna este alimento tão poderoso são seus principais componentes nutricionais. A chia tem fibra, magnésio, potássio, cálcio, proteína e o ômega-3”. 

Chia no combate à doenças

“Um estudo do Departamento de Alimentos e Nutrição da Unicamp, em Campinas (SP), revelou que o consumo da semente ou do óleo da Chia pode ajudar na prevenção de vários tipos de doenças. O Câncer e o Mal de Alzheimer, por exemplo.

O poder da chia é reconhecido por pesquisadores. Eles dizem que a quantidade de antioxidantes presentes na Chia é tão grande (tanto na semente quanto no óleo), que é capaz de atuar no envelhecimento de células precoces.

E, mais…

As análises começaram há 4 anos e revelaram ainda que o poder da chia vai mais além. A semente apresenta propriedades anti-inflamatórias no organismo. Além disso, baixa os níveis de colesterol (em torno de 30% a 40%) e  aumenta a concentração de ômega 3.  Como resultado direto, há chances menores de enfrentar problemas cardíacos, quando se consome chia.

Fora todos esses benefícios, a Chia minimiza a quantidade de açúcar no sangue e regula o índice glicêmico. Em uma salada de frutas salpicada com suas sementes, por exemplo, a frutose (carboidrato da fruta) é absorvida mais lentamente. Excelente alimento na dieta de um diabético”.

Combate ao Colesterol e emagrecimento 

“Dentre as propriedades desse milagrosa semente, além da diminuição do colesterol e dos índices glicêmicos, há ainda uma ajuda extra para eliminar aqueles quilinhos a mais. A ligação da Chia com a perda de peso acontece porque a semente incha e aumenta, em até 10 vezes seu tamanho, ao ter contato com a água. Esse processo resulta na formação de um retículo, que dá origem à soluções de alta viscosidade, responsáveis por auxiliar o funcionamento do metabolismo lipídico.

Se que forma isso acontece?

No estômago, a Chia retarda o esvaziamento gástrico, ajudando a reduzir o apetite e aumentando a sensação de saciedade. Em cada 100 g de semente, existem 595 Kcal de energia, 16 g de proteínas, 44 g de carboidratos e 31 g de lipídios. A dica é ingerir a semente cerca de 30 minutos antes das refeições.

O aumento de volume da Chia, quando entra em contato com água ou outros líquidos, se dá por conta de suas fibras solúveis. Quando a ingerimos, ela faz volume no estômago. Cerca de 30 minutos depois, começa a chegar ao intestino. Com isso, os hormônios que avisam ao cérebro que o corpo já foi alimentado, entram em ação, ativando mais rapidamente a saciedade. Assim, é possível controlar a fome, sem sofrimento. Realmente, o poder da chia é incontestável”.

Benefícios

Melhora a saúde intestinal:

 Com seu alto teor de fibras, as sementes de Chia aumentam os movimentos intestinais, evitando a prisão de ventre, por exemplo;

Reduz o risco de doenças cardiovasculares:

Contém ômega 3, que é capaz de reduzir a gordura visceral –  um importante fator de proteção para o coração.

Evita o envelhecimento precoce:

Antioxidantes  combatem os radicais livres, evitando o envelhecimento das células;

Ação anti-inflamatória:

A semente fornece o ômega 3, que contém uma propriedade capaz de combater qualquer inflamação do organismo.

Controla a diabete: 

As fibras retardam a absorção de açúcares pelo intestino, o que ajuda a manter o açúcar no sangue controlado.

Dietas de emagrecimento ou manutenção do peso:

Por ser uma semente com fonte de fibras solúveis, a Chia forma uma substância gelatinosa no estômago, tornando a digestão mais lenta e promovendo mais saciedade.

Reduz a ansiedade:

A semente de Chia absorve muita água e é rica em fibras solúveis, que auxiliam na digestão de carboidratos e gorduras e, automaticamente, na liberação de energia na corrente sanguínea.

Dicas de consumo 

  • O poder da Chia, com a nutricionista Fernanda Cunha

    O poder da Chia. Junto aos alimentos, acrescenta-se nutrientes importantíssimos à saúde

    Em gel:

    Uma das maneiras mais comuns de comer semente de Chia é transformando – a em gel. A Chia absorve grandes quantidades de líquido muito rapidamente. Geralmente, em 10 minutos, elas já atingiram a absorção máxima e ficam com a consistência gelatinosa.

    Misture cerca 1/3 xícara de sementes, para dois copos de água. Mexa bem para que não haja aglomerações e guarde o gel em um pote com tampa. Guarde-o na geladeira e coma-o com uma colher quando quiser. O gel de Chia pode ficar na geladeira por até três dias, sem perder os nutrientes.

  • Sementes cruas:

    Polvilhe as sementes cruas no mingau de aveia, no iogurte ou em outro alimento molhado. Isso porque as sementes absorvem a umidade e tornam-se gelatinosas, incorporando-se bem a qualquer prato salgado ou doce.

    Para um lanche bem leve e cheio de proteínas, misture uma ou duas colheres de sopa de sementes de Chia em uma xícara de queijo cottage ou ricota.

    Misture as sementes de chia no recheio, como um patê dos sanduíches. Por exemplo, um recheio de atum, ovo com maionese, ou requeijão, ganha fibras e ainda mais proteínas. Até mesmo o creme de avelã ou amendoim, pode levar as sementes. Depois, só passa-lo no pão integral ou tapioca.

    Misture as sementes de Chia em pães e outros assados. Em vez de moer as sementes e transformá-las em farinha, você pode adicioná-las a toda uma variedade de pães. Acrescente, de três a quatro colheres de sopa de sementes de Chia, ao seu pão integral favorito, biscoito integral ou tapioca.

Cuidado com o excesso

“O excesso de Chia pode levar ao aumento de peso. Essa semente tem um valor calórico considerável. Cada colher, tem aproximadamente 85 calorias. Não há uma regra geral, mas o aconselhável é ingerir de duas ou três colheres (de sopa) de Chia, por dia.

Contraindicações 

A Chia está contraindicada para pacientes com determinadas condições intestinais e estomacais, por isso não se recomenda em casos de:

Diarreias frequentes:

  • Trata-se de um alimento muito rico em fibra.
  • Justamente por sua quantidade de fibra, os pacientes com diverticulose ou cólon irritável têm contraindicação do produto. Esses, são pacientes que apresentam diarreias frequentes, ou que sofrem de obstruções intestinais. Não devem ingerir o produto.
  • Isso também vale para aquelas pessoas que passaram por uma operação no estômago, no cólon ou no intestino recentemente.

Hipertensos:

  • Hipertensos, que já estão medicadas, não devem consumir a semente. Ela possui propriedades que baixam a tensão arterial, o que pode levar a hipotensão (pressão baixa).

Hipotensos:

  • Pelos motivos explicados para os hipertensos, os hipotensos não devem consumir a chia. As pessoas que padecem dessa doença podem sentir alguns desconfortos, como dor de cabeça, cansaço e muito sono. Isso se deve ao fato da semente reduzir ainda mais a pressão arterial.

Pessoas que estão se medicando com anticoagulantes:

  • O grão de Chia contém Ômega 3 que, por ter efeitos anticoagulantes, potencializa o efeito da medicação. É recomendado que você consulte um médico antes de consumir a semente. Os hemofílicos também devem ficar longe da Chia, já que ela pode ocasionar hemorragias e hematomas pelo corpo.
O poder da Chia, com a nutricionista Fernanda Cunha

Grãos moídos são super indicados, com algumas exceções

#Chia #fibra #magnésio #potássio #cálcio #proteína #ômega-3 #opoderdachia #boavidaonline #boavida #aureliaguilherme

Comentários