Orgasmo feminino – Todas podem ter

Apesar dos tempos modernos, o orgasmo feminino continua cercado de mistérios e lendas para mulheres e homens. Durante muito tempo, foi negado à elas, o prazer sexual e o conhecimento pleno do próprio corpo. Isso atrasou a ciência quanto aos estudos sobre a fisiologia feminina relacionada ao prazer sexual. Muitas eram taxadas de frígidas.  Muita coisa mudou. Mas boa parte delas ainda não sabe o que é um orgasmo.

Orgasmo feminino - Todas podem ter

Orgasmo feminino 

Autoconhecimento e um parceiro (a) que tenha compromisso com o prazer são a chave para um tempo de muito prazer. Nunca o mundo foi tão aberto para a felicidade sexual. Massagens tântricas, informação, liberdade de parceiros, a mulher se libertou dos julgamentos morais. Agora, o orgasmo feminino depende muito mais do entendimento. Quanto mais autoconhecimento, mais perto de nós está o Nirvana.

O prazer sexual feminino passa pela estimulação mental e sensorial. Por isso, o casal deve ter sintonia, harmonia e muito desejo. Se entregar ao descontrole do corpo e ser clara sobre aquilo que mais lhe dá prazer. Na cama, não pode haver segredos!

Orgasmo é uma delícia, é possível e faz bem

Freud difundiu a ideia de que mulheres neuróticas e imaturas têm orgasmos clitorianos, em oposição aos orgasmos vaginais, supostamente protagonizados por mulheres saudáveis e maduras. Mas hoje, nós sabemos que não existem vários tipos de orgasmo feminino.

Independente da maneira da condução sexual, clitóris e vagina são indissociáveis nas contrações do orgasmo. Mas, o clitoris continua sendo o ator principal e imprescindível para a experiência orgástica feminina.

Orgasmos múltiplos

Aquele tão sonhado e discutido orgasmo múltiplo se trata de pequenos orgasmos em sequência. Não se sinta culpada, por não passar 1 hora hora se contorcendo de prazer.

Muitas mulheres têm apenas um orgasmo. Porém ele é muito intenso. Este orgasmo parece se acumular até a explosão do prazer. Os orgasmos múltiplos são fracionados. 

Álcool e orgasmo

Velho conhecido, como vilão no desempenho sexual masculino, o álcool em excesso também afeta o orgasmo feminino de forma negativa. Bebidas alcoolicas e outros fármacos, como por exemplo, os antidepressivos, são inibidores do sistema nervoso central. Eles atrasam ou inibem totalmente o clímax durante a relação sexual.

Pós-orgasmo

O pós orgasmo é muito diferente para cada mulher. Existem aquelas que sentem no orgasmo, o final da relação sexual, sem a necessidade de mais toques e estímulos posteriores. Já para outras, o orgasmo não interrompe a excitação sexual, podendo continuar uma nova “festa” sem problemas e alcançar facilmente um segundo orgasmo.

Ejaculação feminina

Mulheres podem expelir fluidos corporais durante o orgasmo. Embora essa não seja a realidade da maioria, algumas delas conseguem liberar seus fluidos em jatos. Incríveis jatos que variam de intensidade e de quantidade. São super orgasmos que, para acontecerem, exigem a entrega total ao parceiro. O mental ativo na hora do amor atrapalha e minimiza o prazer.

Veja também:

Respiração tântrica 

Orientação tântrica responsável

#orgasmo #orgasmofeminino #orgasmosfemininos #nirvana #relaçõessexuais #mulher #tesão #ejaculaçãofeminina #alcooleorgasmo #orgasmoclitoriano #orgasmovaginal #boavidaonline #boavida #aureliaguilherme

Comentários