Passe Espiritual, com Sílvio Afonso

Muito se fala da importância do bem-estar emocional na saúde física. É justamente em meio a essa busca pelo equilíbrio, que vamos de encontro ao passe espiritual. Uma prática promovida pelas casas espíritas, em que é realizada uma transmissão de fluidos magnéticos, com a finalidade de substituir os fluidos deletérios por fluidos benéficos.

O passe espiritual não vai “mudar” ou retirar os problemas que enfrentamos no nosso dia a dia, mas é capaz de nos dar força e nos fortalecer fluidificamente

Passe Espiritual

A energia de um passe espiritual realmente dá maior leveza ao ser. Um número substancial de pessoas no mundo busca a harmonia, difícil em um mundo de sentimentos tão truncados. Mas, quais são os verdadeiros benefícios dessa prática que atrai tantas pessoas para o Espiritismo? Esse é o tema da entrevista a seguir, com o estudioso da Doutrina Espírita, Sílvio Afonso. Veja: 

Aurélia Guilherme – O senhor pode nos explicar o que é o passe espiritual?

Passe Espiritual, com Sílvio Afonso

Sílvio Afonso é agrônomo, especializado na área de irrigação e atual funcionário da Agrodefesa. Espírita desde a mocidade, ele estuda, de fato, a Doutrina, há mais de 20 anos

Sílvio Afonso – O passe espiritual pode ser definido como uma transfusão de energia psíquica, espiritual e fluídica. Uma ação que promove o reequilíbrio energético das pessoas. Sua prática é realizada através de um outro indivíduo, chamado de passista.

Aurélia Guilherme – O passe espiritual sempre esteve presente na Doutrina Espírita?

Sílvio Afonso – Sim, o passe espiritual sempre esteve presente na Doutrina Espírita. Mas, na realidade, não foi algo criado por ela. A transfusão de energia sempre ocorreu, desde os primórdios. Quando as pessoas passaram a estender a mão para o outro, buscando, através da fé e do pensamento, aliviar/auxiliar outras pessoas, veja, se não é o mesmo que acontece em um passe? Isso foi demonstrado, até mesmo biblicamente, com a história de Jesus. Podemos dizer que sempre existiu, sim, a prática do passe espiritual.

O Espiritismo buscou estudar e compreender o mecanismo do passe. Assim, há maior entendimento dessa forma de tratamento para as pessoas que necessitam dessa energia.

Veja aqui, as reflexões espirituais para quem se entristece em épocas natalinas

Aurélia Guilherme – Qual a importância do passe espiritual para o Espiritismo?

Sílvio Afonso – O passe é a forma mais simples para se fazer a substituição dos fluídos deletérios, por fluídos mais saudáveis. A casa espírita tem o passe, como um instrumento de auxílio, uma prática de caridade. Ele representa um recurso de auxílio às pessoas que estão enfermas, ou desgastadas emocionalmente. Mas, é importante dizer que essa não deve ser a atividade única na casa espírita. Este é um local que precisa estar sempre associado à tarefa de esclarecimento e orientação doutrinária. O objetivo do Espiritismo é o progresso intelecto-moral de toda a humanidade e, não, o alívio momentâneo de suas dores e males.

Aurélia Guilherme – Como o senhor definiria o poder do passe?

Sílvio Afonso – A maior vantagem do passe espiritual é o reequilíbrio psíquico do indivíduo. Existem vários casos de pessoas que para situações que estejam afetando a condição psicológica, emocional e comportamental. Lembrando que, também existem casos de doenças psicossomáticas que se tornam físicas. A saúde do indivíduo é afetada. Por isso, a importância desse reequilíbrio.

O passe espiritual, juntamente com as instruções que o indivíduo recebe na casa espírita, por meio de palestras, orações e diálogos, proporciona essa estabilidade psíquica. Se houver boa receptividade de quem o recebe, propicia melhores condições para se enfrentar as dificuldades da vida.

Logicamente, o passe espiritual não vai “mudar” ou retirar os problemas que enfrentamos no nosso dia a dia. Mas ele é capaz de nos dar força e nos fortalecer fluidificamente. Além disso, a prece nos atrai para o amparo dos bons espíritos. Isso é um auxílio e tanto na boa disposição para viver. Mas, é sempre bom reforçar que, o que nos dará, realmente, proteção em nosso dia-a-dia, é o bem que praticamos. É a nossa postura em relação à vida. O nosso modo de pensar e de sentir, que causa o nosso equilíbrio ou desequilíbrio.

Aurélia Guilherme – Como é o processo para se tornar um passista?

Sílvio Afonso – O passista, antes de tudo, deve ser uma pessoa de boa vontade. Ele deve querer praticar o bem e, o fazê-lo. Sempre com atitudes de ajudar o seu semelhante, sem nenhum outro tipo de interesse. É necessário ter o conhecimento da Doutrina espírita e se informar bastante sobre o passe. Assim, ao se tornar um passista, ele possa manipular os fluídos de forma mais eficaz. Na realidade, o passista, é um transmissor de energias. É um “veículo” que a espiritualidade utiliza para transmitir energias renovadoras. Então, quanto melhor e mais preparado o indivíduo estiver para exercer essa atividade, logicamente, será um passista mais eficiente. 

Aurélia Guilherme – Existem cursos para se tornar um passista?

Sílvio Afonso – Sim, as casas espíritas oferecem, frequentemente, cursos sobre o passe espiritual. Há toda uma preparação de entendimento dos mecanismos, das formas, em quais as condições os passes podem ser transmitidos e, principalmente, de esclarecemento sobre o comportamento do passista e sua conduta. É importante avaliar que não é somente a pessoa que está recebendo passe que é beneficiada. Na medida em se que trabalha para tornar-se uma pessoa melhor e para ajudar o próximo, o passista também está sendo favorecido.

#passeespiritualemGoiânia #passeespiritual #DoutrinaEspírita #Espiritismo #casaespírita #BoaVidaOnline #BoaVida #AuréliaGuilherme

Comentários