Sexo seguro no Carnaval, com a Ginecologista e Obstetra Clarissa Japiassú

Pode até parecer clichê, mas sexo seguro no carnaval é com camisinha.  Já está comprovado que durante a folia, a rotatividade de parceiros é alta. A pegação rola solta e o consumo de álcool cresce. Muita gente é levada pelo “calor dos hormônios”. Todo ano é a mesma coisa. Depois de 9 meses, depois do carnaval, nasce um número bem maior de crianças.
sexo seguro no Carnaval - preservativos-no-carnaval-folia

Sexo seguro no Carnaval

No bloco do sexo seguro no Carnaval, o abadá é a camisinha! Procuramos a doutora Clarissa Japiassú, especialista em Ginecologia e Obstetrícia, para algumas orientações. Clarissa foi categórica conosco: essa é uma época do ano em que aumentam os casos de contágio de DSTs por via  oral, vaginal ou anal. Por isso, é preciso aprender a se proteger contra as DSTs. Mesmo que a camisinha não nos proteja em 100%, ela garante boa segurança.

Cuidado com a Sífilis

Clarissa Japiassú – ginecologista e obstetra – CRM – GO 11468

Nos últimos anos, tem crescido o número de casos de pessoas sífilis. A camisinha protege o contágio sexual. Mas a sífilis pode contaminar o outro, também pela pele. Essa doença provoca lesões externas, em volta dos genitais. É importante prestar a atenção no parceiro (a). Disfarce e inspecione as áreas de risco e não abra mão do preservativo, inclusive durante o sexo oral. 

Os sintomas frequentes nessas DST’s, segundo a doutora Clarissa, são facilmente identificáveis. Porém, algumas doenças são assintomáticas. Exames de rotina são fundamentais para a saúde íntima. Corrimento, ardência, coceira, odor ruim são sinais que despertam suspeitas. Fique de olho!

Vá ao médico para exames visuais e sorológicos para o começo de um tratamento. Quanto mais precoce, melhor. Caso a camisinha estoure durante a relação sexual, nossa doutora aconselha a tomar um banho, utilizar nova camisinha e usar a pílula do dia seguinte.

Mesmo sem qualquer sintoma de DST, a doutora Clarissa insiste sobre a necessidade de exames ginecológicos e urológicos. Aqueles que têm parceiros sexuais diferentes devem ter ainda mais cuidados.

 Aproveite o carnaval! Se jogue na festa, mas se cuide! O sexo seguro confere maior liberdade na pegação. Não negligencie sua saúde e bom carnaval!

Beijo grande e até a próxima!

#sexoseguro #sexonocarnaval #doençassexualmentetransmissiveis #dsts #sexooral #boavidaonline #boavida #AuréliaGuilherme

Comentários