Transplante de ossos em prótese de joelhos e de quadril desgastada, com o ortopedista Flávio Rabelo

Transplante de ossos é uma realidade mais frequente do que imagina a grande maioria das pessoas. Transplanta-se ossos muito mais do que os rins, fígado ou córnea. O corpo humano adulto tem 206 ossos, que sustentam o corpo, servem de apoio para os músculos, metabolizam o cálcio e formam as células do sangue. Quando é necessário fazer um transplante de ossos?

Os ossos são órgãos vivos e apresentam, em sua estrutura, vasos sanguíneos e nervos. Eles crescem constantemente, inclusive na idade adulta. Podem se recuperar e se regenerar , quando são danificados

 

Transplante de ossos

Transplante de ossos em prótese de joelhos e de quadril desgastada, com o ortopedista Flávio Rabelo

dr. Flávio Rabelo – Ortopedia e Traumatologia – CRM – GO 1888 / RQE 1689

Osteomielites (infecções), fraturas, tumores, malformações congênitas, reumatismos e próteses desgastadas são problemas que  pedem um transplante de ossos. Perguntei ao nosso consultor em Ortopedia e Artroplastia, Flávio Rabelo, em que casos é necessário recorrer a um banco de ossos, quando se trata de desgastes nas próteses. O doutor Flávio prontamente nos respondeu:

“Atualmente, nosso maior problema, é o que chamamos de revisão das artroplastias do quadril e de joelho. É preciso trocar a prótese, seja por desgaste que ocorreu pelo tempo de uso ou por infecção precoce ou tardia. Devemos dizer que quanto mais precoce é feita a cirurgia de troca da prótese, mais simples e menos trabalhosa ela é.

Saiba mais sobre Artrose, sua definição e tratamentos, com o ortopedista Flávio Rabelo

Infelizmente, o que mais temos hoje, são desgastes de próteses com grandes perdas ósseas. Isso só acontece, porque a prótese não é trocada no momento correto. São nesses casos que temos que recorrer aos transplante de ossos. Podemos usar pequenos fragmentos ósseos para preencher cavidades ou mesmo parte de ossos. Assim conseguimos substituir a proximal do fêmur ou acetábulo.

Doações de ossos

É preciso deixar bem claro que esses transplante de ossos não são usados para substituir as próteses. Mas, sim, em conjunto com elas, ou seja, usamos o osso transplantado para substituir o osso ruim e colocamos a prótese apoiada nele. Trata-se de uma medida que deve ser usada em casos graves, sendo eficaz e segura nas mãos de quem tem experiência em realizá-la. O índice de infecção nesse tipo de cirurgia é o mesmo das artroplastias de revisão, usando osso transplantado ou não.

Esses ossos são colhidos de doadores após a morte. Uma prática semelhante às de doações de coração, fígado, pulmão, córnea, etc. Após a colheita, esses ossos são preparados em verdadeiras salas cirúrgicas. Todos os exames são feitos, para depois serem armazenados em embalagens especiais, catalogados e colocados em freezer a -80º Celsius. Para receber o transplante de ossos, os serviços médicos são muito bem avaliados. Tanto o hospital, como a equipe médica, devem ser cadastrados na Agência Nacional de Transplante, cadastro esse que é renovado criteriosamente de dois em dois anos. Como o osso é bastante mineral não temos rejeição e não necessitamos usar medicamentos. Após o transplante de ossos a qualidade de vida do paciente melhora muito, e ele volta a ter uma vida normal”.

Saiba mais sobre a reconstrução das articulações dos joelhos e do quadril, com o dr. Flávio Rabelo

“Infelizmente, o que mais temos hoje, são desgastes de próteses com grandes perdas ósseas. Isso só acontece, porque a prótese não é trocada no momento correto”.

#artrose #transplantedeossos #recostruçãodejoelhos #reconstruçaodequadril #artroplastia #dr.FlavioRabelo #ortopediaemgoiania #prótesedejoelhosedequadrilemgoiania #boavidaonline #boavida #aureliaguilherme

Comentários