Tratamento para problemas de ereção, com o urologista Alexandre Sávio

O homem moderno merece todos os nossos aplausos. Ele divide as tarefas com sua parceira, a protege, cuida dos filhos. E, muito importante, ama e faz com que sua mulher tenha alegrias na cama… Esse homem está seguro de seu papel e a eles desejamos o melhor que um homem pode ter. Por isso, a entrevista a seguir fala sobre tratamento para problemas de ereção. Este é um dos assuntos masculinos que mais interessa a todos nós, homens e mulheres.

Tratamento para problemas de ereção é um assunto que interessa a homens e mulheres

Os homens jovens estão fazendo uso inadequado das medicações para ereção. O doutor Alexandre Sávio alerta para os riscos da inconsequência. Homens com problemas de ereção devem buscar tratamento especializado. Há várias formas de solucionar a disfunção erétil

Tratamento para problemas de ereção

O urologista Alexandre Sávio, nosso consultor Boa Vida Online, tem pacientes diários que buscam algum tratamento para problemas de ereção. Vamos combinar que este é um transtorno e tanto. É preciso buscar ajuda médica, uma vez que há várias possíveis causas para os problemas de ereção. Há, também, várias formas de reverter o problema. Fui até o consultório do urologista Alexandre Sávio para trazer esta entrevista sobre problemas de ereção, para uma orientação correta sobre o assunto:

O urologista Alexandre Sávio responde as questões sobre os problemas de ereção

Dr. Alexandre Sávio de Freitas, urologista, CRM – GO 5778

Aurélia Guilherme –  Quais  os  problema que podem levar o homem a buscar tratamento para problemas de ereção?

Dr. Alexandre Sávio – Existem vários fatores que podem levar o homem a buscar um tratamento para problemas de ereção. Geralmente, isso acontece com aqueles que têm patologias crônicas. Diabetes,  hipertensão, estresse, síndrome metabólica, sem o devido tratamento, representam fortes fatores de risco. Porém, a frequência de problemas de ereção é maior, naqueles que possuem algum problema psíquico ou emocional. O mais correto é que, já no início dos problemas de ereção, se procure a devida orientação e tratamento médico adequado. Certamente, um médico especialista no assunto terá condições de resolver o problema, quando o caso é bem avaliado.

Aurélia Guilherme –  O que o homem deve fazer para prolongar a ereção?

Dr. Alexandre Sávio –  Todos os homens que têm  ejaculação precoce (muito rápida), têm que passar por uma avaliação criteriosa. O processo é longo e não se resolve de uma hora para outra. Muitas vezes, temos que fazer um tratamento medicamentoso associado à psicoterapia. Isto demanda algum tempo. É necessário o auxílio de um médico para realizar, adequadamente, o melhor tratamento para problemas de ereção.

Leia mais sobre saúde do homem | Hiperplasia Benigna da Próstata, com Alexandre Sávio

Aurélia Guilherme -Fale sobre os prós e os contras dos remédios para ereção?

Dr. Alexandre Sávio – A terapia oral foi o grande avanço do tratamento para problemas de ereção. Antigamente só existiam medicações injetáveis de difícil uso. Hoje existem medicações com capacidade de proporcionar  ereçao por até 36 horas.

Os homens, principalmente os jovens, estão fazendo uso indiscriminado dessas medicações. Isso pode se tornar um grave problema. Principalmente quando determinadas drogas não têm boa interação com as medicações para problemas de ereção. Algumas não podem ser usadas  concomitantemente.

Aurélia Guilherme – E quanto aqueles casos que nem mesmo essas medicações para problemas de ereção resolvem?

Dr. Alexandre Sávio – Infelizmente alguns homens podem chegar nesta situação. Geralmente são aqueles que têm patologias crônicas, como as citadas acima e que não se cuidam adequadamente. Diabetes e hipertensão mal controladas, que não fazem a dieta adequada, e usam as medicações irregularmente. Quando um homem chega a esta situação, pode ser indicada uma cirurgia para instalação de uma prótese peniana.

Aurélia  Guilherme – O que tem de errado com aqueles homens que têm desejo, mas não têm ereção?

Dr. Alexandre Sávio – Para esses casos, suspeita-se de que os níveis de testosterona podem estar bem abaixo do normal. Existe a possibilidade, também, de que alguma alteração psiquiátrica, como a depressão, por exemplo, possa estar ocorrendo.

Aurélia Guilherme – Quais os critérios para que a reposição de testosterona seja feita?

Dr. Alexandre Sávio – O maior critério a ser observado é através de um exame laboratorial que avalia a quantidade de testosterona no sangue. Quando os níveis estão inferiores ao que é considerado normal, há uma orientação para se fazer a reposição. Porém, cada caso deve ser avaliado individualmente. Isoladamente, a testosterona não vai melhorar a vida do paciente. O uso não indicado da testosterona pode levar a problemas graves de saúde, inclusive o câncer.

Exame de Toque Retal, com o urologista Alexandre Sávio

#urologistaemgoiânia #disfuncaoeretil #boavida #boavidaonline #saudedohomem #hiperplasiaprostática #aumentodapróstata #dralexandresavio #dralexandresaviourologista #boavidaonline #boavida #aureliaguilherme

Comentários