Uso de laxantes, com o Coloproctologista Jaime José Pereira

 

Laxantes são substâncias que aumentam a motilidade intestinal, através do estímulo dos plexos mioentéricos do colón, ou seja, são preparações usadas para encorajar a eliminação das fezes. Há vários tipos diferentes, alguns combinam mais de um ingrediente ativo, para produzir os efeitos desejados. Existem agentes hidratantes, que fazem o intestino reter mais água, amolecendo as fezes, laxantes salinos, que atraem e retêm água no lúmen intestinal, também para amolecer as fezes. Existem ainda, agentes hiperosmóticos, que funcionam pelo efeito osmótico, o qual retém água no cólon, entre outros tipos.

Jaime José Pereira, Coloproctologista, CRM – GO 5083

Apesar de várias pessoas sentirem alívio com a utilização desse medicamento, seu uso abusivo e crônico, em indivíduos funcionalmente constipados, torna o tratamento mais difícil de ser realizado. O retorno ao ritmo intestinal fisiológico, após esse tipo de abuso, costuma levar semanas e muitos pacientes podem ficar frustrados, retomando o uso de laxantes. Outra questão é: quais são os motivos que levam o paciente a tomar altas doses de laxante? Esses medicamentos, muitas vezes, são usados em excesso por pessoas com bulimia e anorexia, que insistem nesse método na tentativa de emagrecimento urgente.

Como especialista, insisto no esforço de buscar as causas que levam à constipação, e orientar o paciente a respeito da educação quanto a sequência de eventos, que estão levando o intestino a preguiça da evacuação. Dentre todos os efeitos do uso abusivo dessas medicações, destaco os problemas, como paralisia intestinal, síndrome do intestino irritável, pancreatite, entre outros. A conscientização do paciente é extremamente importante, principalmente para acabar com a automedicação. Os laxantes só devem ser usados, para casos muito específicos. A maior parte das pessoas com prisão de ventre moderada, deve reverter o problema com medidas dietéticas. Qualquer desconforto e dúvida, procure um especialista.

 

Comentários