Vaginismo – Dor durante a relação sexual, com a Fisioterapeuta Uroginecológica Betania Maria de Jesus

Grande parte das mulheres com problemas de vaginismo, teria tratamento adequado com sessões de fisioterapia urogenital. Sou absolutamente sensível à esse problema, causador de grande infelicidade. Diariamente, em consultório, a fisioterapeuta urogenital Betanis Maria de Jesus, recebe mulheres desesperadas pelo vaginismopela dificuldade, ou até impossibilidade, de se relacionarem sexualmente ou de realizarem exames ginecológicos.

vaginismo-tratamento-goiania Vaginismo

Diariamente, em consultório, a fisioterapeuta urogenital Betania Maria de Jesus, recebe mulheres desesperadas pelo vaginismo. Há intensa dificuldade, ou até impossibilidade, de se relacionar sexualmente ou de realizar exames ginecológicos. O Vaginismo destrói a mulher. Sua autoestima vai embora. Porém, há muito o que ser feito, com o auxílio da fisioterapia urogenital. Trazemos as explicações da especialista Betania Maria de Jesus:

betania-maria-de-jesus-fisioterapeuta-uroginecologica-goiania

Betania Maria de Jesus, Fisioterapeuta Uroginecológica, CREFITO 184572 – F.

“Há um contingente expressivo de casais com problemas de vaginismo.  Eles geralmente descrevem as tentativas mal sucedidas de penetração, como se tivesse uma parede no local onde deveria haver uma abertura vaginal.

Mulheres portadoras de vaginismo, não controlam o músculo da abertura vaginal, que se contrai involuntariamente. Esta musculatura pode exercer grande força ao se fechar. No momento em que deveria se abrir,  para receber o pênis, ela se fecha. Os relatos são de intenso desconforto e dor.

As mulheres têm grande dificuldade em entender essa disfunção muscular. Muitas, têm essa impossibilidade  de penetração já nas primeiras relações sexuais. Dessas, boa parte delas, segue a vida sem qualquer esperança de reverter esse quadro de dor. A vida passa sem qualquer possibilidade de prazer sexual.

Tipos de vaginismo

O vaginismo  se classifica em primário  e  secundário.  

Vaginismo primário – Quando  a mulher nunca teve penetração e se frustra logo nas  primeiras relações sexuais. Ela sente uma dor incontrolável,  fora do comum.

Vaginismo secundário – Ocorre,  após  queixa  de dor acentuada, com forte tensão local, onde havia  penetração  satisfatória. O problema, para muitos casais, é envolto em mistério e se torna, na maioria das vezes,  um incômodo sério.

Algumas mulheres chegam a abandonar a vida sexual, tamanha a dificuldade em verbalizar com o parceiro ou com o profissional da saúde, um assunto que nem mesmo elas têm a compreensão devida. Por isso, é importante salientar que esse é um tratamento que encontra grande alívio junto à fisioterapia uroginecológica.

Além de um bom especialista médico, nós, fisioterapeutas especializados nas disfunções do assoalho pélvico, somos um braço forte no auxílio a essas mulheres. Quantas delas chegam aqui frustradas e, com o tratamento, adquirem autoconfiança e a alegria de usufruir o amor pleno e sem dor? Essa é a grande recompensa que sinto a cada novo caso bem sucedido. E, são muitos os casos em que revertemos o problema, pode ter a certeza!

Um beijo grande e até a próxima!”

Visite o perfil da fisioterapeuta uroginecológica no portal Boa Vida Online e leia seus outros artigos e entrevistas

Betania Maria de Jesus é fisioterapeuta uroginecológica pelo CEAFI; Formação em Fisioterapia Uroginecológica na Trainee Vip 2016 (Brasília-DF); atuando na área de Fisioterapia Pélvica. 

Comentários