Vida sexual em baixa – Turbine seu desejo

A vida sexual em baixa acontece com todos, em determinadas fases da vida. A queda do apetite sexual pode ter diversas causas, como estresse e uso de medicamentos. Porém, se o seu desejo anda quase desaparecido, vale repensar como anda a alimentação. Entre as causas possíveis, o problema pode estar exatamente no que você ingere. Alguns alimentos podem diminuir o apetite sexual, ao alterar os níveis de substâncias, como glicose e colesterol, que interferem na disposição sexual, desviando o fluxo sanguíneo necessário para uma boa circulação sanguínea.

Algumas doenças associadas ao consumo de sal, gordura e excesso de calorias, como hipertensão, diabetes e dislipidemias podem afetar diretamente a libido. Além disso, não custa lembrar que manter hábitos saudáveis, como praticar exercícios físicos, não fumar, controlar o estresse são fatores que também ajudam a manter o apetite sexual em alta.

Os grandes vilões são as frituras, os alimentos com alto teor de gordura, os açúcares e as bebidas alcoólicas.

Alimentos gordurosos baixam a libidoConfira abaixo uma lista com o que deve ser evitado:

Frituras e alimentos gordurosos: a maioria contém gordura trans. Esses alimentos alteram as taxas de açúcar no sangue e provocam sonolência;

Sorvetes e laticínios: Como nos casos acima, esses alimentos também nos deixa mais lentos e ainda aumentam os incômodos da menstruação, como cólicas e inchaço;

Álcool: beber em excesso pode diminuir a libido. Não ingira álcool diariamente e intercale a bebida com água para manter o corpo hidratado;

Hambúrguer e cachorro-quente: podem conter carnes de qualidade inferior e taxas elevadas de produtos químicos, o que pode levar a um desequilíbrio hormonal;

Doces: muito açúcar na dieta pode elevar os níveis de glicose e diminuir drasticamente a libido;

Água de torneira: pode estar contaminada com toxinas ou conter resquícios de produtos químicos sintéticos, que tendem a reduzir os níveis de energia.

Porém, uma boa alimentação é capaz de esquentar o clima debaixo dos lençóis. Alguns são grandes aliados para um bom apetite sexual e aumento da fertilidade. Para dar uma força extra na libido, inclua no cardápio alimentos que aumentam a produção dos hormônios sexuais ou atuam no sistema nervoso central. Mas vale lembrar que é preciso incluí-los na rotina alimentar com certa frequência e não ingeri-los apenas vez ou outra. Muitos desses alimentos já estão presentes na mesa dos brasileiros, como o alho e a cebola, que ajudam a desobstruir os vasos, melhorar o fluxo do sangue e prolongar a ereção.

Os alimentos que estimulam a circulação também são grandes aliados quando o assunto é sexo, assim como azeite, cereais, abacaxi e outros alimentos ricos em vitamina C ou que aumentam a energia. Os peixes e frutos do mar, como as ostras, auxiliam na produção de esperma e melhoram o desempenho sexual masculino.

Confira alguns alimentos que irão apimentar a sua vida sexual:

Pimenta esquenta o desejo sexual Alimentos picantes: aumentam a frequência cardíaca e a produção de suor, semelhante às reações provocadas pelo desejo sexual. Há estímulo das terminações nervosas e liberação de endorfinas, resultando na sensação de bem-estar;

Chocolate: Os do tipo amargo e o cacau contêm arginina (aminoácido liberador de óxido nítrico) e ajuda o pênis a manter uma ereção mais duradoura. Além disso, o triptofano, precursor da serotonina, também causa sensação de bem-estar;

Banana: por ser fonte de dopamina e serotonina, essas substâncias que atuam no cérebro, melhoram o humor, a autoestima e possivelmente o desejo sexual. É também fonte de vitaminas do complexo B, importantes na produção de hormônios sexuais e geração de energia;

Gengibre: um dos temperos mais antigos do mundo contribui para o aumento do fluxo sanguíneo nos órgãos genitais;

Frutas vermelhas: fontes de zinco, mineral necessário para um sistema reprodutivo saudável. É bom apostar no morango (preferencialmente orgânico), amora e framboesa;

Canela: ligada à virilidade. Além de seu cheiro estimular a concentração e o alerta mental, auxilia na produção de forte fluxo de energia.

Vale lembrar que, em casos mais sérios de falta de libido, problemas de ereção, impotência e de anorgasmia, um especialista deve ser consultado.

 

 

Comentários